Parentes e cuidadores de portadores de deficiência intelectual são incluídos nos grupos prioritários

Uma lei foi sancionada pelo governador do Rio, Cláudio Castro, que inclui na lista de prioridades da vacinação contra a Covid-19 os pais, tutores, cuidadores, técnicos de enfermagem e enfermeiros que ajudam nos cuidados de pessoas com deficiência intelectual, que tenham laudo médico comprovando.

Consideram-se doenças intelectuais: Síndrome de Down, Síndrome do X-Frágil, Síndrome de Prader-Willi, Síndrome de Angelman, Síndrome de Williams, Alzheimer, Transtorno do espectro do autismo (TEA), Doenças incapacitantes, temporárias ou permanentes, Qualquer outra descrita pelo médico.

Pais de pessoas com deficiência devem apresentar certidão de nascimento do filho com laudo médico carimbado e assinado pelo médico assistente.

Os tutores devem apresentar decisão judicial ou sentença que concedeu a tutela e laudo médico carimbado e assinado pelo médico assistente.

Os cuidadores, técnicos de enfermagem e enfermeiros devem apresentar relatório médico informando que cuidam da pessoa com deficiência intelectual ou declaração da família do paciente com laudo médico do diagnóstico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + quinze =