Parceria busca sustentabilidade energética da cidade

Em reunião com o prefeito, Renatinho Vianna, no início da semana, para estabelecer uma aliança, a equipe da Fundação Getúlio Vargas Projetos (FGV) apresentou um Plano de Gestão de Energia para a Prefeitura de Arraial do Cabo, com o intuito de formar a ideia de Smart City (Cidade Inteligente), em que tem o papel de estruturar uma minigeração de energia renovável, trazer desenvolvimento sustentável e melhorar o gerenciamento de energia no Município.

A Região dos Lagos é um grande potencial eólico e solar. Arraial do Cabo, por sua vez, é uma cidade com fortes valores no que diz a respeito a meio ambiente e turismo, o que agrega valor ao projeto apresentado pela FGV e atrai interesses privados para a cidade, como foco principal no engajamento público.

A FGV é uma instituição de ensino superior brasileira que tem mais de 70 anos no mercado. A fundação trabalha na formação de profissionais na área da administração pública, elabora projetos para a sociedade brasileira, que trabalham por meio da tecnologia para alcançar resultados positivos, lançando propostas de cidades inteligentes.

“Nós que trabalhamos com esses tipos de projetos procuramos ver todas as interligações entre o serviço para benefício da cidade. Juntando a ideia de trabalhar com microgeração e iluminação pública, o que pode atrair recursos de empresas privadas. Para nós, toda essa visão de desenvolvimento sustentável se encaixa perfeitamente para Arraial do Cabo por estar localizada numa região favorável de condições climáticas primordiais para o desenvolvimento do projeto. O que gera capital econômico e pode ser também um cartão de visita para a região e reconhecida como uma cidade inovadora”, declarou o coordenador do projetos da Fundação, Marco Saverio.

“Nós temos buscado junto com a equipe de secretariado formas de iniciar essa parceria, que já estava em nossos planos. Nosso desejo é de fortalecer essa cooperação juntando o útil ao agradável para criarmos um desenvolvimento urbano sustentável. Unindo um projeto elaborado, como esse da FGV, junto às estruturas que Arraial do Cabo dispõe”, disse Renatinho Vianna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro − 2 =