Paraty será o oitavo município do Rio a ter novas eleições para prefeito

A cassação do prefeito de Paraty, Carlos José Miranda, o Casé (MDB), e de seu vice, Luciano Vidal, por abuso de poder político, vai fazer com que a bela cidade histórica seja o oitavo município fluminense a ter novas eleições desde 2016.

Aperibé, Cabo Frio, Rios das Ostras, Mangaratiba, Laje do Muriaé e Teresópolis já elegeram novos comandantes. E os cidadãos de Iguaba Grande voltam às urnas no dia 2 de junho.

De forma unânime na sessão de terça-feira (23), o plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a decisão do TRE de cassar a chapa vencedora por uso irregular do do programa “Paraty, minha casa é aqui”.

Segundo o TSE foi identificado que dos dos 300 títulos de direito real de uso concedidos pelo programa, 221 foram entregues a famílias a um mês antes das eleições.

O ministro Luiz Roberto Barroso, relator do caso, também ressaltou que o próprio projeto anunciava o potencial para favorecer 5 mil pessoas — em uma corrida decidida por uma diferença de apenas cinco votos.

Segundo fontes políticas, a notícia, no entanto, não foi de todo ruim para o vice de Casé. Luciano Vidal que conseguiu manter seus direitos políticos, pois o TSE entendeu que ele não participou do uso indevido do programa social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *