Paraíso do Tuiuti estoura o tempo do desfile

O final do desfile da Paraíso do Tuiuti foi dramático na Marquês de Sapucaí. Após enfrentar problemas com sua quarta alegoria, a vermelho e azul de São Cristóvão estourou o tempo regulamentar máximo de 70 minutos para o desfile (1h10min). A escola fechou sua passagem pela Passarela do Samba com uma hora e 12 minutos. Dessa forma, perderá dois décimos em sua nota final na apuração.

A Paraíso do Tuiuti passou por um susto e tanto durante seu desfile. O quarto carro alegórico, “Estrelas Além do Tempo” teve dificuldades para entrar na Marquês de Sapucaí. A alegoria, além de apresentar problemas técnicos, não conseguiu comportar um dos destaques, que deveria estar no equipamento, fantasiado de astronauta.

Quarto carro causou problemas à Tuiuti – Foto: Marcelo Feitosa

O desfile

A Paraíso do Tuiuti é uma das forças emergentes no carnaval carioca. Há cinco anos no grupo especial, a agremiação sediada em São Cristóvão, Zona Norte do Rio de Janeiro, tem surpreendido ao brigar constantemente na parte de cima da tabela. Em 2022, a escola aposta nos orixás para faturar o tão sonhado título.

O enredo, assinado pelo carnavalesco multicampeão Paulo Barros, é “Ka ríba tí ye – Que nossos caminhos se abram”. A proposta é levar à Passarela do Samba os ensinamentos dos orixás e daqueles que povoaram o mundo, trazendo em suas almas a diáspora africana. O carnavalesco, no entanto, se recusou a conversar com a reportagem de A TRIBUNA.

Uma das sensações da agremiação é a princesa da bateria, Mayara Lima. Ela viralizou nas redes sociais após publicar um vídeo em que samba no tempo exato da bateria. Ela teve sua fantasia montada apenas alguns minutos antes do início do desfile. Mayara desfila ao lado da rainha de bateria, Thay Magalhães, que falou com a reportagem.

“Eu estou aqui graças a eles. Sem a fé e sem eles eu não estaria de pé hoje. Todo o meu respeito a eles. Eles me dão muita força, não sou nada sem eles”, disse a rainha.

Foto: Marcelo Feitosa

O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Raphael Rodrigues e Dandara Ventapane, destacou o orgulho em representar a Tuiuti. Ela vem representando a orixá Dandara, de quem carrega o nome.

“Que os caminhos se abram. Vamos abrir a segunda noite de desfiles e deixar o chão quente. Paulo nos deu esse presente maravilhoso e vamos trabalhar”, disse Raphael. “A gente está muito feliz, foi uma honra eu, Dandara, vir representando Dandara”, completou Dandara.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.