Paquetá com dificuldade para escalar o Botafogo

O técnico Marcos Paquetá vai estrear no comando do Botafogo na próxima quarta-feira, às 21h45min (de Brasília), na Arena Corinthians, em São Paulo (SP), medindo forças com o Corinthians pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador sofre com alguns problemas, indefinições e desfalques. O esboço está bem encaminhado, porém, existe uma pendência no meio-de-campo, com Matheus Fernandes e Marcelo disputando posição.

O treinador não poderá contar com o zagueiro Yago, com o lateral-esquerdo Moisés e nem com o volante Jean, todos impedidos de atuar porque estão emprestados pelo próprio Corinthians, dono de seus direitos federativos. Uma cláusula impede a utilização dos atletas. Yago é o que menos preocupa, pois teoricamente a dupla de zaga titular tem Joel Carli e Igor Rabello. O problema é se o General for negociado com o Genoa da Itália antes de quarta-feira. O clube italiano prepara uma proposta oficial a ser analisada pelos dirigentes botafoguenses, que entendem ser o ideal a venda de um atleta para colocar as finanças em dia.

A vaga de Moisés será preenchida por Gilson, enquanto que Matheus Fernandes e Marcelo disputam a vaga de Jean. O goleiro paraguaio Gatito Fernández, com lesão no punho direito, e o meia Marcos Vinícius, com uma lesão nos ligamentos do joelho esquerdo, não poderão ser aproveitados. O segundo é considerado reserva, enquanto que o posto do primeiro segue com Jéfferson, ídolo da torcida e que atravessa um bom momento.

Luis Ricardo parece ter ganho de vez a disputa com Marcinho na lateral direita, enquanto que o uruguaio Rodrigo Aguirre e Kieza deverão compor uma dupla de ataque a ser municiada por Luiz Fernando e Leonardo Valencia.

O esboço de time para o duelo contra o Corinthians tem: Jéfferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Marcelo (Matheus Fernandes), Rodrigo Lindoso, Luiz Fernando e Leonardo Valencia; Rodrigo Aguirre e Kieza. Neste sábado, o elenco do Botafogo volta a participar de uma atividade tática, quando mais uma vez Marcos Paquetá vai aproveitar para fazer testes de olho na escalação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 4 =