Paes dá o “bolo” em Niterói e seu vice se recusa a falar

Anderson Carvalho e Welliington Serrano –

Não foi desta vez que os eleitores de Niterói conheceram as propostas do candidato do DEM ao Governo do Estado do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, para a cidade. Aguardado na noite de ontem no Canto do Rio pelo grupo político do vereador licenciado Luiz Carlos Gallo (PSL) ele não apareceu, assim como o candidato ao Senado da mesma legenda, César Maia. Procurado, o vice na chapa de Paes, o deputado Comte Bittencourt (PPS), também não quis falar com A TRIBUNA sobre os problemas, caso eleito, que resolverá em Niterói.

Segundo Gallo, o encontro buscou apresentar as candidaturas de Niterói. “Com a entrada do Comte Bittencourt na chapa com Eduardo Paes teremos uma oportunidade maior de aproveitar a experiência de gestão de Paes para nossa cidade. A última vez que tivemos um vice-governador foi há quarenta anos quando tivemos Moreira Franco com Hamilton Xavier. Hoje, Niterói está sendo representada novamente”, disse Gallo.

O prefeito Rodrigo Neves (PDT), presente ao encontro, disse que seu candidato ao Governo do Estado é o deputado Pedro Fernandes (do mesmo partido) e justificou sua ida ao evento para reforçar a unidade política em Niterói. “O desafio de governar é muito grande. Por isso, Niterói tem que dialogar. Nosso grupo é amplo e temos uma ampla perspectiva”, disse Neves.

Marcaram presença também no comício o suplente ao Senado de César Maia, Sérgio Zveiter, o vereador e candidato a deputado estadual, Paulo Bagueira (SD), e o deputado federal Francisco D’Ângelo (PDT), que justificou sua presença, já que também apoia o Pedro Fernandes, como convidado de Gallo. “Ele é um homem que tem representatividade na cidade e me convidou para apresentar aos seus eleitores”, disse Chico.

Romário (Podemos) fez caminhada no Centro do Rio e prometeu fortalecer o turismo no Estado. “O turismo representa 4% do PIB do Estado. Mas hoje temos três mil quartos de hotéis vazios e botecos e restaurantes famosos que perderam a sua frequência pela falta de turismo. O que a gente tem que fazer é resgatar o turismo e levar os visitantes para outras regiões, principalmente para regiões já conhecidas e conceituadas como a Região dos Lagos e a Região Serrana”, disse o candidato, acrescentando que a violência foi decisiva também para afastar os turistas. Hoje, ao meio-dia, ele faz caminhada na comunidade de Nossa Senhora do Carmo, em Duque de Caxias.

Pedro Fernandes (PDT) visitou Nova Iguaçu e reafirmou compromisso de não privatizar a Cedae. “Não dá para, em pleno 2018, ter na região metropolitana alguma cidade sem tratamento de esgoto e abastecimento de água. E aqui na Baixada Fluminense é fundamental dar continuidade às obras de infraestrutura”, destacou o candidato. Ele visitou ainda o Hospital Universitário Pedro Ernesto, em Vila Isabel. Hoje, às 9h, ele faz caminhada na feira Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema; às 10h, na orla de Copacabana; 15h, vai na festa dos 100 anos do Clube Flexeiras, na Ilha do Governador; 18h, reunião com eleitores em Santa Cruz.

Marcelo Trindade (Novo) fez campanha em Volta Redonda, no Sul do Estado, onde defendeu planejamento na segurança e concessão de rodovias e ferrovias. “Temos preocupações importantes para o interior do estado do ponto de vista emergencial. O combate à violência na capital está gerando a migração de organizações criminosas para o interior do Estado. Já aconteceu em vários lugares, como Angra do Reis e Cabo Frio. No longo prazo, a gente vai fazer um programa grande de concessões rodoviárias e ferroviárias”, defendeu Trindade. Hoje, às 9h, ele tem café da manhã com lideranças locais na Rocinha e depois faz corpo a corpo na comunidade.

Wilson Witzel (PSC) esteve no Mercadinho das Artes, polo gastronômico e cultural de Laranjeiras, na Zona Sul do Rio. Ele apoiou os comerciantes contra a desativação do local. “O espaço onde hoje fica o Mercadinho São José pertence ao INSS, que quer desocupá-lo. Isso não pode acontecer pela importância cultural desse lugar para a cidade. Portanto, viemos dar apoio aos comerciantes e empregados que dependem dele para viver e fazer um apelo ao INSS para que seja estabelecido um aluguel aos comerciantes, mas que o espaço seja mantido”, prometeu. Hoje, às 7h, assiste o desfile de 7 de Setembro na Avenida Presidente Vargas, no Centro, e às 12h assiste a Cavalgada da Independência, no bairro de Santa Cruz, na Zona Oeste.

Índio da Costa (PSD) fez caminhada em São Cristóvão, no Rio, onde prometeu investir em segurança pública. “Para todos os serviços como hospital, creches, escolas, transportes funcionarem é preciso segurança. E segurança se faz com polícias treinadas, equipadas e muita, mais muita, investigação”, afirmou. Ele não divulgou agenda de hoje.
Anthony Garotinho fez caminhada pelo Calçadão de Bangu, na Zona Oeste do Rio. Não divulgou agenda de hoje. Márcia Tiburi (PT) visitou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se encontra preso na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba (PR). Hoje, às 9h, ela participa de ato de solidariedade ao Museu Nacional, na Aldeia Maracanã, no Rio; 10h, faz a caminhada Lula Livre no Aterro do Flamengo; 12h30min participa do Grito dos Excluídos, na Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio.

Tarcísio Motta (PSOL) esteve na Fundação Oswaldo Cruz, em Manguinhos, para prestigiar os 64 anos da Escola Nacional de Saúde, onde houve homenagem à Marielle Franco (PSOL). Hoje, às 17h, tem adesivaço de carros em Botafogo, na Zona Sul. Dayse Oliveira (PSTU) participa hoje, às 9h, de ato em defesa do Museu Nacional. André Monteiro (PRTB) fez corpo a corpo na Central do Brasil, na Rua Uruguaiana, na Rua da Carioca e na Cinelândia, no Centro do Rio. Não divulgou agenda de hoje.

Luiz Eugênio (PCO) não divulgou atividade nem agenda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *