Pacientes internados em hospital de Maricá apresentam melhora com projeto de socialização

A equipe de Psicologia do Hospital Municipal Dr.  Ernesto Che Guevara desenvolveu,  este ano, o projeto ‘Passeio Solário’, uma oportunidade para que pacientes internados na unidade hospitalar possam se socializarem, além de proporcionar contato com a natureza e “banho de sol”. A terapia acontece diariamente, às 14h, e as áreas envolvidas são: Médica, Enfermagem, Fisioterapia, Terapeuta Ocupacional e Serviço Social, além dos maqueiros que transportam os pacientes em cadeira de rodas. Apenas os pacientes que são liberados pela equipe médica do hospital podem participar do projeto.

“Pode não parecer, mas uma ação pequena como essa já é uma vitória para quem está internada há dois meses, como é meu caso. É a primeira vez que saio do meu quarto e já estou me sentindo cansada, embora muito feliz por conseguir vir e ver essa rosa amarela”, afirma a paciente Sandra Correa, de 55 anos, microempresária moradora de Maricá.

A secretária de Saúde, Simone Costa, lembra que a estrutura do hospital foi pensada também privilegiando esses espaços de cuidado, fortalecendo a humanização da assistência. “Desde o projeto estrutural do hospital, ainda na planta, sempre fizemos questão dessas áreas de solário, onde os colaboradores e os pacientes poderiam estar ao ar livre. A melhor parte é ouvir os depoimentos dos usuários”, ressalta.

A psicóloga Regina Célia de Paulo lembra que pelo fato do confinamento, apesar de terem TV nos quartos, é bom para eles interagirem com outras pessoas em um local diferente e a céu aberto.

“Essa conversa ou até mesmo essa companhia silenciosa com outra pessoa é importante, além do contato com a natureza, com o Sol. É gratificante demais ver o semblante deles quando chegam nesse espaço.  Ficam ansiosos porque estão há muito tempo sem ver a família. Quem participa tem elogiado bastante e ficamos muito felizes com esse retorno. Sem a cooperação de todas as equipes e da direção, o projeto não aconteceria”, destaca Regina.

Para a responsável técnica de Fisioterapia do Che Guevara, Viviane Azevedo Marins, o projeto realmente contribui muito para a melhora do estado clínico do paciente.

“Nós da fisioterapia, no projeto, buscamos fazer alguns exercícios respiratórios, que têm um grande benefício em ser praticado ao ar livre e na posição sentada, onde podemos obter uma boa movimentação da caixa torácica proporcionando um exercício mais eficaz”, comenta Viviane.

A falta de luz natural por períodos prolongados provoca distúrbios psicossomáticos que prejudicam, por exemplo, a qualidade do sono, é o que explica a responsável técnica da Psicologia do Hospital Che Guevara, Jaqueline Alcantara.

“A presença da luz solar fortalece o sistema imunológico, ajuda na produção da vitamina D. entre outros benefícios. Hoje, a vitamina D é considerada o principal estimulador do sistema imunológico, podendo prevenir várias doenças e fortalecer o organismo. Nós percebemos melhora do humor, sono e funções cognitivas. A atividade auxilia o paciente em seu processo de adoecimento, visando a minimização do sofrimento provocado pela hospitalização”, explica Jaqueline.

Há a possibilidade de visita simultânea por três ou quatro pacientes, durante o período de 20 minutos, com atividades complementares como musicoterapia, contação de histórias, leitura de cartas de familiares, entre outras. O aposentado Fidelis Francisco Soares, de 64 anos, morador de Rio do Ouro, estava encantado com o calor do Sol e não queria sair de lá.

“Sinto falta da vida, é como se eu tivesse preso, mas estou aproveitando esse momento para exercitar minha paciência. Estou muito feliz por perceber que estou voltando ao meu estado de saúde e à companhia da minha família em breve. Estou achando esse lugar incrível. Para mim, com toda fé do mundo, só gratidão. Como em toda instituição de saúde, acho que a gente, aqui dentro e lá fora, tem que se ajudar para ajudar o profissional que está aqui trabalhando. Vou sair mudado”, desabafa Fidelis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =