Outro PM morre baleado na guerra contra violência no Rio

Augusto Aguiar

Subiu para 125 o número de policiais militares mortos na guerra contra violência no Rio. A mais recente vítima, na noite de quinta-feira, foi cabo da PM Eduardo Deniz da Silva, lotado na Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Arará/Mandela. Ele foi atingido no rosto, e morreu, quando tentava abordar ocupantes de uma motocicleta, na Avenida Dom Hélder Câmara, na Zona Norte do Rio.

O agente ainda chegou a ser socorrido no Hospital Central do Exército, mas não resistiu. O Portal dos Procurados divulgou mais um cartaz pedindo informações sobre a morte de policial assassinado, oferecendo uma recompensa de R$ 5 mil. Eduardo Deniz da Silva, tinha 40 anos e deixou esposa e filho. A PM informou que a PM averiguava a ação de bandidos em uma moto que haviam assaltado um ônibus, na Avenida Dom Helder Camara, e em seguida fugiram em direção a Rua Leopoldo Bulhões. Após ser avisado, o policial em uma moto foi em direção ao Viaduto de Benfica, e na abordagem aos criminosos, o policial foi baleado. Os bandidos fugiram do local do crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + três =