Segurança Presente terá mais 115 agentes em SG

A operação do programa Segurança Presente em São Gonçalo recebeu reforço, a partir de quarta-feira (24). Mais 115 agentes estarão nas ruas, incluindo policiais militares, agentes civis e assistentes sociais. Uma solenidade foi realizada para marcar o início da expansão.

O evento aconteceu na futura base da Secretaria Municipal de Ordem Pública, no bairro Estrela do Norte, no antigo prédio da Petrobras. Estiveram presentes autoridades como o prefeito Capitão Nelson, o secretário de estado de Governo, André Lazaroni, o secretário de estado Polícia Militar Rogério Figueiredo, o deputado estadual coronel Fernando Salema, o secretário municipal de Ordem Pública Major David e vereadores da cidade.

A operação também contará com expansão para todo o município, com novas motocicletas e viaturas. O foco estará nas áreas urbanas de grande movimentação e concentração de estabelecimentos comerciais. O horário de policiamento também foi ampliado, com as rondas antecipadas para o período entre 5h e 23h.

“São Gonçalo, quando reivindica o Segurança Presente e busca o apoio da Alerj para instalar o Centro de Monitoramento, dá o exemplo não apenas na questão da segurança, mas também no combate ao coronavírus”, disse o secretário de Estado de Governo, André Lazaroni. Ele destacou a importância da Polícia Militar para toda a sociedade e reforçou que o governo estadual continuará firme em seu trabalho, em especial nas ações para salvar vidas e garantir trabalho para a população.

O prefeito da cidade, Capitão Nelson, destacou que um dos objetivos de seu governo é o combate à criminalidade, integrando forças municipais, estaduais e federais. Ele ainda afirmou que uma boa política de segurança pública é necessária para gerar empregos em São Gonçalo.

“O combate à criminalidade é um dos principais anseios da população de São Gonçalo. Vamos trabalhar diariamente, sem descanso, durante todo o meu governo, para atingir este objetivo. Sabemos das dificuldades, mas também temos experiência e a articulação necessárias para envolver todas as forças de segurança, municipais, estaduais e federais, em ações que, de fato, reduzam a violência em nossa cidade. São Gonçalo precisa ser respeitada, pois melhorando a segurança vamos manter as empresas, atrair novas, já que são elas que geram empregos e renda no município”, disse o prefeito.

O secretário municipal de Ordem Pública de São Gonçalo, major David Ricardo Gonçalves Costa afirmou que todo o planejamento das rondas seguirá as informações obtidas a partir da mancha criminal do município, visando à redução dos índices de violência. Ele ocupou o cargo de coordenador operacional do Segurança Presente no Estado do Rio de Janeiro de agosto a dezembro do ano passado, e também coordenou a operação em várias regiões, entre elas Lapa e Centro do Rio e nos municípios de Niterói e Nova Iguaçu.

“Estamos retomando as características originais do programa, buscando maior proximidade com a sociedade, integração com as demais forças de segurança, num trabalho coordenado para devolver à população a tranquilidade de andar nas ruas e garantir a sensação de segurança nas áreas comerciais. São Gonçalo Presente nossa vitoriosa história começa hoje”, destacou o major David.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − seis =