Operação no Salgueiro com troca de tiros

Aline Balbino

A Polícia Militar fechou o cerco contra a criminalidade na comunidade do Salgueiro em São Gonçalo. Na manhã de ontem cerca de 50 policiais do 7º BPM (São Gonçalo) realização uma operação da comunidade situada em Itaúna. Logo ao adentrarem a área, os PMs foram recebidos a tiros. Ninguém ficou ferido. A ação começou por volta das 6 horas. Segundo os policiais, os criminosos do Salgueiro estão altamente armados. O comércio permaneceu aberto durante a troca de tiros.

No início da operação, os agentes conseguiram identificar, pelo menos, cinco elementos portando fuzis e outros com metralhadoras. A ideia do 7ºBPM é “sufocar” os traficantes da comunidade. Na semana passada dois criminosos foram presos e farto material foi apreendido. Para dar apoio na ação na principal comunidade, os policiais contaram com um veículo blindado. A promessa dos policiais é incursionar na comunidade, pelo menos, uma vez por semana. “Vimos uns cinco fuzis na Estrada do Comperj. Eles estão bem armados, mas vamos sufocar a área”, comentou um tenente.

O comando do 7º Batalhão vem intensificando operações semanais em comunidades onde a ação de traficantes era considerada mais intensa e também com ligações com outras comunidades do Rio. As vezes com auxílio de tropas de elite, o batalhão tem por objetivo devolver ao gonçalense a sensação de segurança em várias localidades. De acordo com o comandante da unidade, coronel Ruy França, os informes recebidos pelo batalhão são checados com rapidez, oferecendo retorno merecido a iniciativa da população em denunciar a criminalidade. Áreas em que a própria população achava que a polícia “não entrava” temendo pelo suposto poderio de armamento dos criminosos, como as comunidades do Anaia, Coruja, e Salgueiro, entre outras, estão sendo alvo de incursões com frequência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove − dezesseis =