Operação deixa cinco mortos em Santa Rosa

Augusto Aguiar –

As comunidades que compõem o Complexo de Santa Rosa, na Zona Sul de Niterói, amanheceram ontem (15) ocupadas por militares fortemente armados das tropas do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Batalhão de Choque (BPChoq). Os policiais realizaram uma minuciosa varredura, sobretudo nos morros da Viradouro, Souza Soares, Beltrão, Beco 600, União e Zulu. Moradores relataram intensa troca de tiros que, por volta de meio-dia, já havia deixado saldo de pelo menos cinco mortos, apreensão de cinco pistolas e um carro roubado recuperado. Um veículo blindado do Bope deu suporte à ação.

A operação ocorreu quatro dias depois que uma paciente foi atingida no rosto por uma bala perdida no Hospital Santa Martha, que fica na Travessa Elzir de Almeida Brandão, próximo ao Morro Souza Soares, onde ocorreu confronto entre policiais militares do 12º BPM (Niterói) e traficantes no último dia 11. A ação desencadeada na Zona Sul foi uma espécie de resposta à rotina de medo imposta pelo tráfico sobretudo nos últimos meses, com enfrentamentos quase semanais, abalando a rotina dos moradores, motoristas e comerciantes.

Desde as primeiras horas da manhã, dezenas de policiais do Bope e do Choque entraram nas comunidades com objetivo de surpreender os criminosos, que receberam os militares a tiros. Por volta das 7 horas, os militares incursionavam na localidade conhecida como Chiqueirinho, no Morro da Viradouro, quando surpreenderam um criminoso armado (não identificado), que tentava fugir do local usando um carro roubado, com placa de Itaocara. O suspeito, além de não obedecer a ordem de parada, ainda tentou furar o cerco a tiros. Ao revidarem o ataque, o criminoso foi baleado e morreu ao dar entrada no Hospital Municipal Carlos Tortelly, no Bairro de Fátima. Na ação, foi apreendida uma pistola com o acusado. Ainda no interior da comunidade da Viradouro, outros quatro criminosos foram baleados e morreram ao chegar no mesmo hospital. Outras quatro pistolas foram apreendidas.

Por conta da operação, o trânsito na Rua Mário Viana, principal via que passa à margem do Complexo de Santa Rosa, ficou confuso por conta das manobras de viaturas que se deslocavam para as comunidades. Nos últimos meses, o tráfico nas comunidades do Complexo de Santa Rosa se tornou um dos principais obstáculos da área de segurança de Niterói, uma vez que, além da venda de drogas, bandidos promovem roubos a transeuntes e a estabelecimentos comerciais.

“Uma cena que passou a se tornar quase rotina aqui é o trânsito interrompido na Rua Mário Viana por causa de tiroteio nessas comunidades. Alguma coisa precisa ser feita e não dá pra ficar de braços cruzados esperando os traficantes fazerem o que querem quase diariamente. Essa violência (tráfico e roubos) nos afeta em tudo. Até os imóveis aqui de Santa Rosa estão sofrendo desvalorização. Não conseguimos mais alugar ou vender imóveis aqui na região. É muito difícil”, explicou um comerciante indignado.

BAC no Cavalão – Também no fim da manhã de ontem, policiais militares do Batalhão de Ações com Cães (BAC) realizaram uma varredura no Morro do Cavalão, em Icaraí, também na Zona Sul, e apreenderam drogas e arma. Com auxílio de cães farejadores, o BAC apreendeu 307 tabletes de maconha, 500 pinos de cocaína, além de um revólver com numeração raspada e dois carregadores de pistola calibre ponto 40. A ocorrência foi encaminhada para 77ª DP (Icaraí).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *