Operação de combate ao comércio ilegal recolhe 81 animais silvestres em SG

Uma operação no combate ao tráfico de animais silvestres, na manhã do último domingo, prendeu três pessoas e recolheu 81 animais em feiras livres nos bairros Alcântara, Neves e Laranjal, em São Gonçalo. A ação conjunta foi realizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Unidade de Polícia Ambiental (UPAm), Comando de Polícia Ambiental (CPAm) e Ronda Ostensiva Municipal (Romu).

“Manter animal silvestre em casa ou vender é crime previsto por lei. Animal silvestre não é doméstico, logo, esse ambiente é inadequado e é necessário que ele retorne ao seu habitat. Realizamos essa ação conjunta com o objetivo de trazer ao cidadão à legalidade, combater o tráfico de animais silvestres praticados nessas feiras e sensibilizar a população de que é crime ambiental criá-los em cativeiros. Temos feito este trabalho constante nos pontos da cidade que são conhecidos pela venda ilegal de animais. Essas ações vão continuar ao longo do ano”, explica Rafael Magalhães, secretário municipal de Meio Ambiente.

Na ação, dos 81 animais recolhidos, foram 75 aves e 8 jabutis. Dentre as espécies de aves estavam: 1 Tiê, 33 Coleiros, 2 Ticos Ticos, 1 Galinho da Serra, 2 Sanhaços, 6 Trica-Ferros, 1 Sabiá, 4 Tizis, 1 Melro e 24 Canários da Terra. Toda a operação foi registrada no 74ª DP (Alcântara).
A venda de animais silvestres é crime previsto na Lei Federal 9.605/98, no artigo 29, com pena de seis meses a um ano. Caso alguém queira realizar alguma denúncia a respeito de crimes ambientais basta entrar em contato com o “Linha Verde”, através do telefone 0300 253 1177 (com custo de ligação local) ou pelo aplicativo “Disque Denúncia RJ”, onde é possível encaminhar fotos e vídeos, ou pelo e-mail da Secretaria de Meio Ambiente: meioambiente@pmsg.gov.br. Em todas as ações o anonimato é garantido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *