Operação da PF contra lavagem de dinheiro apreende R$ 300 mil

A operação Enterro dos Ossos, deflagrada na manhã desta terça-feira (17) pela Polícia Federal, terminou com a apreensão de cerca de R$ 300 mil. Os policiais foram ás ruas para cumprir 11 mandados de busca e apreensão contra possíveis crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Os mandados foram cumpridos no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Na capital Fluminense, os agentes estiveram em um escritório no bairro de Ipanema, na Zona Sul. A ação de ontem foi um desdobramento da Operação Patron, deflagrada em novembro de 2019 com o objetivo de aprofundar as investigações acerca de pessoas físicas que mantém ou mantiveram bens e recursos no exterior não declarados às autoridades brasileiras.

Os envolvidos poderão responder pelos delitos previstos nos artigos 22 da Lei 7.492/86 (crimes contra o sistema financeiro nacional) e art. 1º da lei 9.613/98 (crimes de lavagem de capitais). Segundo a corporação, foram apreendidos R$ 5,7 mil; 58.340 dólares; e 1.750 euros, totalizando, em conversão para o real, aproximadamente R$ 304 mil. Além disso, foram apreendidos aparelhos celulares, mídias e documentos diversos.

Fotos: Divulgação/PF

Escolha do nome

Enterro dos ossos é uma expressão utilizada no Brasil sobre o costume de as famílias voltarem a reunir-se no dia seguinte da ceia do natal para continuar a refeição da noite anterior. Segundo a PF, as investigações em torno do esquema criminoso se desenvolveram por meio das operações Cambio Desligo e Patron.

Com base no material apreendido e analisado nessas investigações, a Polícia Federal retornou às ruas para deflagrar mais uma fase desse trabalho, em busca de elementos que corroborem a prática de lavagem de dinheiro e evasão de divisas em paraísos fiscais realizados por agente financeiro da organização criminosa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.