Operação contra pedofilia prende três em Niterói

Policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) deflagraram na manhã de hoje uma operação com objetivo de cumprir mandados de prisão contra acusados de praticarem crimes de pedofilia. Os agentes se deslocaram para vários endereços em Niterói. Na operação, denominada Revelação II, os acusados, entre eles um capitão reformado do Exército, receberam voz de prisão logo nas primeiras horas do dia. Endereços da Zona Sul de Niterói, como em Santa Rosa, foram visitados pela polícia. Os policiais apreenderam material com conteúdo pornográfico infantil. Dos seis mandados, três foram cumpridos.

A ação é uma continuidade de outra operação do gênero, realizada em novembro do ano passado pela especializada, onde cinco acusados foram presos na ocasião pelo mesmo crime. A ação é resultado de trabalho de levantamento e investigação realizados pela DPCA. A identificação dos acusados não foi divulgada pela polícia.

“A investigação durou três meses e a partir daí, com a expedição dos mandados, deflagramos a operação”, afirmou o titular da DPCA, delegado Robinson Gomes Pereira.

A operação contou com apoio de agentes da Delegacia de Defraudações (Ddef), Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme) e Delegacia de Repressão aos Crimes contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM). Todo material apreendido pelos policiais será submetido a trabalho de perícia.

Em maio do ano passado, o Ministério Extraordinário da Segurança Pública (MESP) deflagrou a Operação Luz na Infância 2, uma grande ofensiva, à nível nacional contra os crimes de pedofilia e exploração sexual de crianças e adolescentes no país. Cerca de 2,6 mil policiais civis foram para as ruas com objetivo de cumprirem 578 Mandados de Busca e Apreensão de arquivos com conteúdos criminosos. Dezenas de suspeitos foram autuados em flagrante. Os alvos foram identificados por meio de material obtido em ambientes virtuais. A operação foi considerada uma das maiores ações de combate à pornografia infantil em todo o país, e ocorreu em 24 estados e no Distrito Federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *