Operação conjunta contra a criminalidade em Itaipuaçu

Agentes das polícias Civil, Militar e da Guarda Municipal de Maricá realizaram, na tarde de terça-feira (14), em vários pontos de Itaipuaçu, uma operação com objetivo de coibir a criminalidade na região. De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), os delitos estão em franca expansão na cidade. Também participaram da ação militares que aderiram ao Proeis, que é o trabalho do policial em dias de folga.

O trabalho repressivo fez parte de uma das etapas da Operação Maricá Mais Segura, no distrito de Itaipuaçu, que contou também com incursão no Condomínio Minha Casa Minha Vida, onde recentemente surgiram denúncias e ocorrências de tráfico. Motoristas e motociclistas também foram abordados e tiveram os veículos revistados. Alguns carros e motos foram rebocados por conta de irregularidades na documentação.

A presença policial nas ruas transmitiu maior sensação de segurança para moradores e transeuntes, que estavam se queixando da incidência de ocorrências de crimes de roubos de pedestres, de veículos, além de tráfico e até, mais recentemente, de casos de estupros. As ações serão intensificadas em todo o município e não têm prazo para acabar, o que agradou em cheio a população.

Logo após uma megaoperação com a participação de 3.500 homens das Forças Armadas e policiais civis e militares na semana passada em São Gonçalo, quando policiais passaram a intensificar o patrulhamento em Maricá, inclusive promovendo operações pontuais com objetivo de prender criminosos que possam ter fugido da cidade vizinha durante o trabalho repressivo das forças federais. Policiais afirmam que existem relatos de que bandidos oriundos de São Gonçalo e Itaboraí estariam tentando se fixar e cometer crimes em Maricá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *