Operação ‘Boi Garantido’ descarta carne armazenada de forma irregular em açougue

A Vigilância Sanitária Municipal de Campos junto com a Polícia Militar apreenderam 220kg de produtos de origem animal armazenados de forma irregular para consumo durante a operação ‘Boi Garantido’. A fiscalização da Defesa Agropecuária, da Secretaria Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento interditou o açougue descartou os produtos.

Foram encontrados carne bovina armazenada de maneira errada, cachorros circulando no local de desossa, entre os alimentos, procedimento irregular de carne seca, sem contar na falta de higiene e carnes clandestinas sem procedência de abate. De acordo com o secretário de Agricultura, Marcelo Queiroz, a operação contou com o trabalho constante feito pela Defesa Agropecuária, que é a responsável pela fiscalização de agroindústrias que processam produtos de origem animal.  A participação da parceria com a vigilância sanitária municipal, que fiscaliza o comércio de produtos, foi de suma importância para o resultado positivo.

O grande propósito da ação é combater a venda de produtos de origem animal que não possuam registros necessários para comercialização, frutos de abate e fabricação clandestinas. Os estabelecimentos que não estiverem de maneira correta, podem ser multados em até mil Ufirs-RJ (equivalente a R$ 3,7053 neste ano) por atuação recebida.

“Vale ressaltar a importância de só adquirir carnes de procedência, verificando sempre a presença do símbolo do serviço de Inspeção Estadual, Municipal ou Federal, que garante que as carnes foram abatidas em estabelecimentos inspecionados sob rigoroso critério de higiene”, ressalta o superintendente de Defesa Agropecuária, Paulo Henrique de Moraes.

Os consumidores que apenas comprarem carne e seus derivados devem observar a forma de armazenamento do produto e o registro no S.I.M, S.I.F ou S.I.S.B.I, alertam os fiscais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 1 =