Obrigatoriedade de assistência psicológica nas escolas municipais é aprovada em SG

A partir de agora será obrigado a presença de um profissional da assistência psicológica nas escolas municipais de São Gonçalo. É que o prefeito José Luiz Nanci (Cidadania) sancionou a lei Nº 1054/2020 de autoria do presidente da Câmara Municipal, Diney Marins, que foi aprovada pelo Legislativo.

De acordo com o autor da lei, Diney Marins, é “indiscutível” a importância da atuação dos psicólogos no ambiente escolar. “A lei é para atuar preventivamente, porque no cotidiano escolar, há muitos problemas de dificuldades de socialização e aprendizado. E, também existem os conflitos interpessoais entre alunos e entre esses e o corpo funcional. Além de casos relacionados ao bullying”, explicou o presidente.

A nova lei tem o objetivo de combater a evasão escolar, a violência e aproximar as famílias das escolas. “A atuação será em conjunto com os professores, mostrando a importância de seu papel diante da formação pedagógica, além de identificar possíveis déficits de aprendizagem e sugerir o melhor acompanhamento e contribuir com o engajamento dos familiares e da comunidade no contexto escolar”, disse a psicóloga Lúcia Helena Maia.

Ainda de acordo com a psicóloga Lúcia Helena Maia, a assistência psicológica pode dar uma contribuição na autoestima e saúde dos profissionais da educação, “que exercem uma atividade apaixonante, porém muito desgastante no plano pessoal”. A especialista acrescenta ainda que, o apoio psicológico atua em aspectos motivacionais, podendo resultar na diminuição do abstenção docente e em afastamentos motivados por questões de saúde mental, como depressão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 2 =