Obras de recuperação da Ilha da Boa Viagem estão a todo vapor

Após anúncio do início das obras de contenção de encostas e melhorias dos acessos da Ilha da Boa Viagem, no Gragoatá, feito em dezembro passado, as intervenções começaram no mês passado. O investimento é de R$ 1,4 milhão com previsão de término para junho desse ano. Técnicos e operários estão analisando o solo através de uma sondagem para obras dos acessos da Ilha, e em relação ao projeto de restauração está em análise na Prefeitura de Niterói.

De acordo com pessoas que trabalham perto do ponto turístico, as obras começaram em janeiro e todos os dias os operários fazem os serviços no acesso e na própria ilha. A escritora Débora da Costa, 35 anos, caminha todos os dias na Litorânea e passa pela ponte que dá acesso à ilha.

“Eu gosto de terminar o exercício e me alongar na ponte, além de ver a vista que é linda. Acho que a obra vai ser muito bom para o espaço. Eu mesma não conheço a Ilha da Boa Viagem”, comentou.

Já a dona de casa Viviane Cruz, 34 anos, aprova parcialmente as intervenções. “Eu aprovo as mudanças e realmente esse espaço estava precisando de obra. Mas tenho receio de as constantes visitas nesse espaço faço o local ser depredado. Infelizmente não é todo mundo que tem educação somente para admirar a vista”, ponderou a jovem, que já foi várias vezes assistir a missa que era celebrada todo quarto domingo do mês na capela.

Segundo nota da Prefeitura de Niterói, a obra de contenção e melhoria dos acessos da Ilha da Boa Viagem está na fase de sondagem, topografia, limpeza e preparo do terreno. Serão construídas estruturas estabilizadoras, além de pavimentação e acabamentos na Avenida General Milton Tavares de Souza. O projeto de restauração, que contempla o conjunto arquitetônico da Ilha, formado pelo Castelo dos Escoteiros, Capela Nossa Senhora da Boa Viagem e do Fortim está em análise nos órgãos de controle interno da Prefeitura.

A Ilha de Boa Viagem é tombada como patrimônio natural e histórico em 1938 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e tem 127 degraus que dão acesso a parte superior da ilha. Abriga dois monumentos históricos: a capela de Nossa Senhora da Boa Viagem e o fortim, ambos do século XVIII. Durante a Segunda Guerra Mundial e os anos 1940, também foram construídas mais duas muralhas, sendo uma delas semelhante a um pequeno castelo.

A Ilha de Boa Viagem está situada na costa leste da Baía da Guanabara, ligando-se ao continente por uma ponte de concreto. O acesso à ilha se dá por um portão que conduz à escadaria de granito, pela qual se chega ao conjunto das edificações históricas. Apesar de algumas controvérsias quanto à data de sua construção, os registros históricos apontam para o ano de 1702, quando o então capitão-governador Luís César de Menezes tomou a iniciativa de estabelecer uma posição fortificada na Boa Viagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + treze =