Obras de contenção no Morro do Boa Esperança começam na segunda

As obras da comunidade do Boa Esperança, na Região Oceânica, estão mais perto de saírem do papel. Na próxima segunda-feira (17) a empresa que ganhou a licitação para as intervenções vai começar os trabalhos. A informação foi divulgada pela presidente da Associação dos Moradores do Morro do Boa Esperança, Cremilda Santos, que esteve em uma reunião no início dessa semana no gabinete do prefeito Rodrigo Neves. O encontro foi para formalizar a assinatura da ordem de início das obras de contenção da comunidade, que tem investimento de R$ 25 milhões e previsão para término em dezembro desse ano.

A Prefeitura de Niterói informou que, em dezembro, foram iniciadas as obras de urbanização, com melhorias no acesso à comunidade. O projeto de contenção contemplará três trechos da comunidade: dois deles onde ocorreu o rompimento do maciço, em 2018, e o terceiro próximo àquela área. Serão aplicadas as técnicas de cortina atirantada e solo grampeado.

“Em abril, a Prefeitura realizou investimento para o desmonte do bloco rochoso e limpeza da área, após o rompimento do maciço. A medida evitou um desdobramento mais grave do problema. Em dezembro, tiveram início as intervenções para a urbanização da comunidade e, agora, começaremos a contenção”, contou Rodrigo Neves.


Cremilda esteve no encontro com o prefeito e disse que a comunidade está muito feliz em começar 2020 com um passo tão importante.

“Essa é uma conquista para a comunidade que está muito sofrida e ainda respira a tragédia de 2018. Nesses períodos chuvosos muitas pessoas entram em uma tristeza profunda por lembrarem do ocorrido. Então esse início das obras é um marco para a gente e esperamos que seja resolvido até o final do ano, mas temos em mente que as obras devem durar o tempo necessário para serem bem executadas”, explicou.

Esse sentimento de medo é justamente o que a dona de casa Zeliana Simões, 62 anos, está sentindo desde o início dessa semana.

“Passa um filme na minha cabeça quando começa a chover mais forte. Minha filha perdeu a casa dela e se salvou, junto com minha neta, mas foi por pouco. Minha sobrinha não teve a mesma sorte e morreu soterrada. Então eu não vejo a hora dessa obra começar e terminar logo para a gente tentar colocar um ponto final nisso”, lamentou.

Paralelo a esses três trechos em que vão começar as intervenções, a comunidades está recebendo melhorias em outros setes locais, incluindo becos e a reforma da lixeira principal da comunidade. Segundo nota da Prefeitura de Niterói as melhorias são nos acessos, implantação de canaletas de drenagem, troca e concretagem dos pisos, regularização das escadas existentes, instalação de guarda-corpo, além de uma estabilização de talude e construção de uma área de convivência com brinquedos infantis.

No dia 10 de novembro de 2018 o deslizamento de uma rocha matou 15 pessoas e deixou 22 famílias desalojadas após o desmoronamento no Morro da Boa Esperança, em Piratininga na Região Oceânica. Em dezembro de 2019 a Prefeitura de Niterói informou que as famílias vítimas da tragédia serão reassentadas no empreendimento Jardim das Paineiras, que está sendo construído no Badu pela Caixa, com previsão de entrega das chaves em dezembro de 2020. Os beneficiários deverão preencher os requisitos previstos na Portaria 163/2016 do Ministério das Cidades para ter direito aos imóveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 15 =