Obras da Nova Catedral retomam em ritmo acelerado

Raquel Morais –

As obras da Nova Catedral São João Batista, no Caminho Niemeyer, no Centro de Niterói, voltaram a pleno vapor, após ficarem paradas por algumas semanas por causa da chuva. As mudanças no terreno já são visíveis. Além do cumprimento do cronograma inicial de concretagem dos blocos de sustentação da catedral, está sendo elaborado um estudo da obra para que em 2020 o centro de operações consiga uma usina móvel de concreto para a obra. Se aprovada, a ideia é minimizar o tempo de encomenda e deslocamento da concreteira para a produção própria de, em média, 1.500 m³ de concreto por mês, o que equivale a 187 caminhões betoneiras convencionais (de 8m³ cada).

Aloísio Lannes Oliveira, engenheiro responsável pela obra através da Mitra Arquidiocesana de Niterói, explicou que para esse ano o projeto contempla concretagem dos blocos de sustentação da nave da Catedral. São 75 blocos internos, 37 blocos de sustentação da cinta e 70 de sustentação do periférico. “Estamos em 49 blocos internos prontos e a meta é completar os 75 até dia 5 de agosto. Ano passado concluímos as 32 estacas da nave e agora começamos os blocos. Agora estamos também aterrando novamente os primeiros 38 blocos dos 49 que já estão prontos”, explicou.

A implantação da usina móvel de concreto, se aprovada, vai facilitar o andamento da obra. “Esse projeto está sendo elaborado para agosto e setembro de 2020 e se der tudo certo vai minimizar o tempo de encomenda e deslocamento da concreteira para a produção própria”, finalizou.

ENTENDA O PROJETO
A Catedral será construída em área de 13,6 mil metros quadrados, no Caminho Niemeyer, a capacidade interna será de cinco mil pessoas e 15 mil na área externa. A cúpula terá 60 metros de diâmetro e a nave central com 80 metros. Segundo informe da mitra há também a previsão de construção de todo um anexo administrativo-cultural com salão de exposições, museu de arte sacra, arquivo histórico, espaço cultural, teatro, livraria, café, além da centralização para potencializar ainda mais todo o trabalho social e pastoral realizado pela Arquidiocese. Por se tratar de um projeto de Oscar Niemeyer, a Nova Catedral já nasce tombada como patrimônio histórico e cultural de nosso país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *