Obras da nova Catedral de Niterói entra na fase de blocos e vigas

Anderson Carvalho –

A Arquidiocese de Niterói concluiu no último fim de semana mais uma etapa do projeto de construção da nova Catedral São João Batista, no Caminho Niemeyer, no Centro. Foi concluída a última estaca de sustentação, a de número 216, completando assim, segundo a Arquidiocese, 100% das fundações do templo. Agora, serão realizados testes de integridade e qualidade (de resistência e falhas) e, depois, iniciada a construção de blocos e vigas.

Segundo a Arquidiocese, as fundações irão sustentar a igreja composta por uma cúpula de 60 metros de diâmetro e três pilares principais, ambos em concreto e aço, cada pilar com 65 metros de altura e uma carga aproximada de 8.500 toneladas. Estes pilares serão construídos sobre conjuntos de estacas que alcançam até 50 metros de profundidade, cada estaca com um volume aproximado de 12 caminhões de concreto.
Pelo cronograma a fase de fundações era para ter sido concluída há um ano e os blocos, vigas e a laje (a próxima fase), ter sido feita em meados do ano passado. Mas, com a demora na arrecadação de doações, as obras também demoraram. A expectativa é de que em 2020 o prédio seja edificado. Depois, seria feito o anexo administrativo.

Após ser concluída, a nova catedral terá capacidade para receber, dentro do templo, cino mil pessoas. Do lado de fora, a capacidade total chega a 20 mil pessoas. A expectativa é que o monumento projetado por Oscar Niemeyer atraia mais de 1 milhão de turistas ao Caminho Niemeyer, gerando desenvolvimento econômico e social para a região. O templo ainda abrigará dezenas de obras sociais, que ajudarão centenas de pessoas gratuitamente.

Após a inauguração da nova catedral, a atual, sediada no Jardim São João, no Centro, será uma igreja histórica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 2 =