O desabafo da rainha

A eliminação da Seleção Brasileira na Copa do Mundo doeu em Marta. Melhor jogadora de futebol de todos os tempos, a atacante se emocionou na saída de campo após a derrota para a França, por 2 a 1, na prorrogação, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, neste domingo.

Marta afirmou que a Copa da França foi um marco para o futebol feminino do Brasil.
“Sem dúvida é um momento especial, e a gente tem que aproveitar. Eu digo isso no sentido de valorizar mais. Valorizem. A gente pede tanto. É lógico que emociona, o momento é muito emocionante. Eu queria estar sorrindo ou até chorando de alegria”, disse Marta, em entrevista ao canal Sportv.

Com os olhos marejados, a jogadora de 33 anos prosseguiu e, em tom de desabafo, mandou um recado a outras jogadoras. “O primordial é que a gente tem que chorar no começo para sorrir no fim. Quando digo isso, é querer mais, é treinar mais, é se cuidar mais, é estar pronta para jogar 90 e mais 30 minutos. É isso o que eu peço para as meninas”, declarou.

“Não vai ter uma Formiga para sempre, não vai ter uma Marta para sempre, não vai ter uma Cristiane. O futebol feminino depende de você para sobreviver. Então pensem nisso, valorizem mais, chore no começo para sorrir no fim”, acrescentou.

Na entrevista, Marta também valorizou a superação do time canarinho, que precisou superar problemas físicos para endurecer o duelo com a França. A atacante Cristiane, por exemplo, saiu no primeiro tempo da prorrogação com dores na coxa esquerda.

“A gente deu o nosso melhor. Algumas foram até o fim, outras tiveram que ser substituídas porque deram o seu máximo. Foi um grande jogo, já esperávamos tudo isso. A torcida contra e tantas coisas mais, porém a gente fez um grande trabalho. Não conseguimos a vitória, a equipe delas foi melhor no quesito de definição. É seguir em frente, muito orgulho dessa equipe”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *