Número de católicos batizados cresce 1,1% em um ano

Raquel Morais –

O Departamento Central de Estatísticas da Igreja divulgou uma pesquisa elaborada pelo Anuário Pontifício 2018 e pelo Annuarium Statisticum Ecclesiae 2016 que revela um panorama sobre as igrejas católicas de todo o mundo. O número de católicos batizados cresceu 1,1% (de 2015 a 2016), saltando de 1,285 bilhão para 1,299 bilhão. Outro dado interessante é a diminuição do número de homens que entram no seminário, em 1,8%. Os dados regionais do Brasil e do Rio de Janeiro não foram divulgados no documento e a Arquidiocese de Niterói também não se posicionou sobre os números de Niterói, por exemplo.

A funcionária pública Bárbara Sader, de 36 anos, batizou sua segunda filha no início desse ano na Matriz de São Sebastião, do Barreto, após mais de um ano de tentativa. “Tentei muitos meses conseguir uma igreja para batizar a Sofia e esbarrei em muita burocracia e também em agendas lotadas. Fiz questão do batismo pois é um momento de apresentar minha filha para Deus e na religião católica é o primeiro passo na vida cristã. Eu fiz primeira comunhão, crisma e sempre participei desses rituais católicos, e vou passar isso para ela”, explicou a niteroiense mãe da pequena Sofia, de 2 anos, e da Fernanda, de 7 anos.

Segundo o Departamento, os fiéis católicos no mundo continuam a aumentar de ano em ano, embora com mais lentidão do que no passado. A África é o continente com o maior crescimento de batizados de 2010 a 1016, enquanto que a Europa registra uma diminuição de fiéis. O país com o maior número de batizados é a República Democrática do Congo com mais de 44 milhões, seguido pela Nigéria com 28 milhões de católicos. Enquanto que no Velho Continente, constata-se uma diminuição de 0,2%, mesmo contando com quase 22% da população católica mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *