Número de casos de síndrome gripal ainda são considerados elevados segundo a Fiocruz

Apesar da redução do número de casos notificados de óbitos por síndrome respiratória aguda grave (SRAG), em levantamento realizado entre os dias 6 a 12 de dezembro, na comparação com o mês de outubro, para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a incidência ainda é classificada como elevada, na “zona de risco”.

Um levantamento apontou que em sete capitais, os números apontam tendência moderada (mais de 75% de chances) ou forte (mais de 95% de chances) de crescimento no número de casos. São elas: Goiânia, Maceió, Salvador, Campo Grande, Boa Vista, Manaus e Brasília. No Rio há uma tendência de queda, com 75% de chances.

Média diária de óbitos por Covid – 19

A média diária de novas mortes pelo novo coronavírus (covid-19) no Brasil em sete dias cresceu de 544,29 em 3 de dezembro para 723,14 em 17 de dezembro, segundo a Fiocruz. O aumento no período de 14 dias representa uma alta de cerca de 33%. A média móvel de mortes registrada no último dia 17 (quinta-feira) atingiu o maior valor desde 21 de setembro, quando o indicador contabilizava 752,29 vítimas por dia em um período de sete dias.

Já a média móvel de novos casos diários de covid-19 apresentou no mesmo dia o maior patamar desde o início da pandemia, com 46.947,86 novos casos confirmados. Em 3 de dezembro, a média estava em 40.409,14 novos casos por dia, em média, em um período de sete dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − onze =