Novos prefeitos revogam decretos e reajustes da tarifa de ônibus

Wellington Serrano

O prefeito eleito de Itaboraí Dr. Sadinoel (PMB) informou na tarde da última segunda-feira (09), que vai revogar o decreto que aumentou a tarifa do transporte público municipal em Itaboraí de R$ 3,40 para R$ 3,75. O aumento foi um dos últimos atos do então prefeito Helil Cardoso (PMDB).
Em um vídeo publicado nas redes sociais do prefeito ele mesmo diz que nesta semana revogará o decreto assinado pelo antigo prefeito. Dr. Sadinoel se reuniu na última segunda (9) com o secretário de Transportes e com o procurador Geral do município para realizar um estudo da revogação .

“Vamos suspender o decreto para que aí sim, com um estudo detalhado junto às empresas e aos nossos técnicos, a gente consiga saber exatamente qual o tamanho do reajuste que a gente vai ter que dar, se é que a gente vai ter que dar”, disse.

Itaboraí era vista com a Dubai da Região Leste através dos investimentos que iriam ser feitos, no entanto, grande é a dívida da Prefeitura. Tanto que nos últimos dias, Dr. Sadinoel , mandou sustar todos os cheques emitido pelo antecessor Helil Cardozo (PMDB) que ao invés de pagar os servidores estavam destinados para pagamento aos fornecedores e aos cargos de confiança ligados a Helil.

“Não dá para liberar o pagamento aos fornecedores enquanto os servidores estão com os salários atrasados desde outubro”, disse Sadinoel.
Em Rio Bonito, um decreto que aumentou passagens municipais em Rio Bonito também foi revogado. O novo prefeito de Rio Bonito, José Luiz Alves Antunes, o Mandiocão (PP), também reduziu o valor da tarifa cobrada pela empresa que explora o transporte público no território municipal. Esse foi o segundo Ato do prefeito.

Desde o último dia 1º de janeiro, quem usava os serviços da empresa São Geraldo pagava R$ 3,30 para circular pelas linhas do Centro. Já quem circulava pelas linhas do interior precisa desembolsar R$ 4,21. O Decreto 002/2017 revogou o Decreto 485/2016 assinado pela ex-prefeita Solange Almeida (PMDB) e publicado em 31/12/2016. Com a revogação, os passageiros voltaram a pagar R$ 3,00 e R$ 3,80 para circular pelas linhas do Centro e interior, respectivamente.

Procuradas as prefeituras de Niterói, São Gonçalo e Maricá não se pronunciaram sobre o assunto por não terem ainda as informações sobre como fica o reajuste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 13 =