Novo Niterói Presente com menos viaturas e sem câmeras do CISP

A nova operação Segurança Presente não irá manter a parceria com o Centro Integrado de Segurança Público (Cisp), da Prefeitura de Niterói. A informação foi confirmada pelo capitão Hugo Coque, porta voz da operação , durante o relançamento do programa, na manhã desta sexta-feira (3). A ideia é deixar de usar a estrutura da Prefeitura de Niterói e centralizar a operação com o Centro Integrado de Comando e Controle, do Governo do Estado.

O Governo do Estado realizou, nesta sexta, a cerimônia para marcar o início da nova fase do programa Segurança Presente em Niterói, evento que aconteceu no 12º BPM. O secretário de Estado de Governo, Rodrigo Bacellar, a cidade receberá, em breve, o policiamento do programa Bairro Seguro, já existente em regiões como a de Itaipuaçu, em Maricá. Diferente do Segurança Presente, o programa usa o próprio efetivo do batalhão de PM para fazer o policiamento de proximidade.

O porta-voz confirmou que, ao todo, o novo Niterói Presente passará a contar com 563 agentes entre policiais, agentes civis e assistentes sociais. Toda a estrutura até então custeada pela Prefeitura de Niterói será devolvida. E o novo programa, sob a gestão exclusiva do governo do Estado, irá começar com 30 motos e 17 carros, com a intenção de, até o final de setembro, chegar a 70 motos e 25 carros.

A operação Segurança Presente, agora sob total administração do Governo do Estado, começou o patrulhamento, nesta sexta-feira (3), com defasagem no número de viaturas e motos em relação ao que era anteriormente, quando a coordenação estava nas mãos da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) da Prefeitura de Niterói. Contudo, o objetivo é superar em quantidade a frota usada até o dia 31 de agosto.

A quantidade de motocicletas, que era de 65, agora está em 30. Já em relação aos automóveis, o número de 24 caiu para 17. De acordo com a Secretaria de Estado de Governo (Segov), toda a estrutura que era coordenada pela Prefeitura será devolvida ao Município. É importante ressaltar que a Segov afirma que a aquisição de mais veículos está em processo licitatório, pretendendo chegar a 70 motocicletas e 25 carros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + 8 =