Novo comandante quer focar em trabalho de inteligência

Marcelo Macedo Soares –

Um grande desafio. Assim foi definida pelo tenente-coronel Márcio dos Santos Guimarães a missão de comandar o 12º Batalhão (Niterói). Ele assumiu o posto nesta terça-feira (29) no lugar do coronel Márcio Oliveira Rocha. A troca de comando acontece em meio a uma grande crise na segurança no município, onde roubos de carros e estabelecimentos comerciais dispararam nos últimos meses.

Com 45 anos, 27 deles dedicados à Polícia Militar, o tenente-coronel Márcio Guimarães estava à frente do 38º BPM (Três Rios). Ao assumir o batalhão de Niterói, Guimarães disse que sua prioridade será o foco nas operações de inteligência e na integração entre as polícias.

“Precisamos ter um trabalho de inteligência bem alinhado, uma boa integração com a Polícia Civil. A segurança passa por um momento muito sério e é preciso combater o problema na fonte. Só assim vamos conseguir melhorar a segurança da população”, afirmou.

O 12º BPM é responsável pelo policiamento não só de Niterói, mas também da vizinha Maricá. Apesar de abranger uma grande área, o efetivo do batalhão – 983 PMs, segundo ele – é um dos maiores da Polícia Militar e suficiente para enfrentar a criminalidade.

“Não cabe ao comandante solicitar aumento de policiais nos batalhões. O 12º (batalhão) tem um dos maiores efetivos entre todos os batalhões da PM. Mesmo assim, precisamos ter habilidade para trabalhar com o material que temos”, salientou.

O coronel Márcio Oliveira Rocha deixa o comando do 12º BPM depois de um ano e seis meses e vai atuar na 3ª Companhia de Policiamento de Área (CPA) da Baixada Fluminense. Rocha fez questão de afirmar que não estava saindo por algum tipo de pressão e destacou os bons números apresentados pela unidade durante sua gestão.

“Não saio por conta de nenhuma pressão, ao contrário do que chegaram a afirmar. Assumo a partir de hoje uma nova missão e deixo o comando do 12º Batalhão orgulhoso pelo trabalho que realizamos ao longo desse um ano e meio, onde conseguimos alcançar números que estão entre os melhores da Polícia Militar”, disse Rocha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 15 =