Novas viaturas devem estar nas ruas no fim de semana

Não foi desta vez que o cidadão niteroiense viu as 15 novas viaturas do Proeis circulando em operação contra a violência na cidade. No entanto, na tarde de ontem eles tiveram o gostinho de ver nas ruas como é e como está adesivada a nova frota que foi entregue pela Prefeitura em 14 de março, mas que só ontem seguiu para a sede do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), no Centro do Rio, para a instalação de rádios e de chips que garantam que as viaturas estejam aptas para o uso.

O comandante do 12º BPM, coronel Márcio Rocha, confirmou que já haverá patrulhamento com os carros novos neste fim de semana. “Não vejo a hora disso acontecer. Até que enfim”, desabafou Rocha ao afirmar que está acostumado com tanta cobrança, mas em Niterói é maior. “É natural que as pessoas estejam tão desesperadas para ter a sensação de estarem protegidas. É tanta insegurança que entendo e vou fazer de tudo para reverter esta situação”, disse o comandante.

Segundo ele, logo de cara os carros serão alocados o tempo todo para as vias com os giroscópios ligados. “Vamos atuar nos pontos de maior visibilidade da cidade. Nosso objetivo é manter o foco nas vias principais, áreas bancárias e comerciais e com maior mancha criminal para combatermos logo de início os roubos aos pedestres”, revelou Rocha.

De acordo com ele, os veículos serão distribuídos em diversos locais da cidade, como Avenida Sete de Setembro, Avenida Amaral Peixoto, Estação das Barcas, Terminal Rodoviário João Goulart, ruas Lopes Trovão, Coronel Moreira César, da Conceição, Largo da Batalha, Vital Brazil, entre outros. “Estamos trabalhando com 80% da capacidade de 150 policiais no Proeis. Espero com os novos carros uma adesão maior para surtir num efeito positivo na sensação de segurança e na rapidez no tempo de resposta de uma ocorrência policial”, comemorou o comandante. As viaturas serão usadas exclusivamente pelos policiais do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis).

REUNIÃO COM COMERCIANTES
Durante reunião do Conselho Comunitário de Segurança de Niterói, na sede da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Niterói (CDL), no Centro, o presidente Leandro Santiago disse que está tudo certo para que as delegacias de Polícia Civil da cidade, que estão com problemas de manutenção até na rede elétrica, recebam uma ajuda externa.

Segundo ele, será feita uma parceria entre o Conselho de Segurança e a CDL-Niterói para conseguir recursos dos comerciantes para fazer a manutenção nas delegacias. “O que não podemos é ficar de braços cruzados”, disse Santiago, que no ensejo alertou que as câmeras na ponte Rio-Niterói, que leem os caracteres dos carros, oferecem perigo aos proprietários. “Fazem parte de um sistema desatualizado em que o policial é induzido ao erro. Uma coisa séria e perigosa”, alertou.

Representantes da ONG Pacto Pela Paz Niterói, formado por empresários, também estiveram presentes à reunião e garantiram apoio à iniciativa. Entre os presentes, estiveram os delegados Luiz Henrique (78ª DP) e Raíssa Celles (77ª DP), além de Henrique Viana, do 4º DPA (Departamento de Polícia de Área) e Paulo Henrique Moraes, chefe do Gabinete Integrado de Segurança Pública de Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =