Nova ponte é oficialmente inaugurada em Maricá

A nova ponte sobre o canal de Ponta Negra foi oficialmente inaugurada. Ela recebeu o nome do ex-senador Paulo Hermínio Duque Costa, morador do bairro e falecido há pouco mais de dois anos. A abertura da nova via foi antecipada para dia 26 de fevereiro, sábado de Carnaval, justamente para facilitar o trânsito durante o feriado. A estrutura tem 4,5 metros de altura, com duas faixas de rolamento e guarda-corpos para pedestres em ambos os lados, e largura total de 11 metros.

A extensão da obra, feita pela autarquia de Serviços de Obras de Maricá (Somar), é de aproximadamente 50 metros, dos quais 41 são de vão livre sobre o curso d’água. Para acessá-la, o motorista precisa seguir pela Estrada Crispim Gonçalves dos Santos, próximo à Escola Reginaldo Domingues dos Santos, em direção ao Centro de Maricá. Quem vem da orla chega à ponte pela Estrada Um, onde o prefeito afirmou que ainda será feita uma melhoria de acesso no entroncamento com a Avenida Maysa.

“Sabemos a dificuldade que tivemos e todos os processos que demandamos para chegar a essa construção que começou a ser erguida em 2018. Mais que uma ponte, este é um trabalho magnífico feito para o cidadão maricaense e para quem nos visita. Ela dialoga com a beleza da lagoa e com as características urbanas de Ponta Negra. Esperamos que todos venham conhecer e utilizar. Serão feitos painéis artísticos com desenhos grafitados nas laterais da nova via”, adiantou o prefeito Fabiano Horta.

Ponte encurtou trajeto de motoristas

Desde a sua abertura para trânsito de veículos, motoristas, pedestres e ciclistas que já vêm utilizando a nova ponte revelaram como a via mudou sua rotina, principalmente na hora de levar os filhos à escola. “Com o caminho para a escola bem menor, ficou tudo mais rápido e prático”, contou o marceneiro Paulo Mendes, de 44 anos.

Já a dona de casa Patrícia Monteiro, de 36 anos, revelou que fazia o trajeto a pé e andava bem mais: “Antes eu era obrigada a dar uma volta grande e demorava uns 40 minutos para levar e buscar meu filho na escola. Esse tempo caiu pela metade passando pela ponte”, celebrou ela, que se mudou para a cidade há seis meses vinda de Nilópolis (na Baixada Fluminense) em busca de mais qualidade de vida para o filho autista.

Senador Paulo Duque

Homenageado com o nome da ponte, o senador Paulo Duque era carioca e foi também vereador da capital e deputado federal por oito mandatos, sendo seis consecutivos. Ficou no Senado Federal entre 2007 e 2010, chegando a presidir o Conselho de Ética da Casa. Tendo escolhido Ponta Negra para morar nos últimos anos de vida, Paulo Duque faleceu em fevereiro de 2020, aos 92 anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.