No Natal e Reveillon 1,5 mihão de veículos cruzarão a Rodovia BR-101

De acordo com informações da Arteris Fluminense, o fluxo de veículos ao longo da Rodovia Niterói-Manilha (BR-101), no sentido Espírito Santo foi intenso, na manhã dessa sexta-feira (27), com o trânsito começando a ficar carregado entre os municípios de São Gonçalo e Itaboraí, mas sem registros de engarrafamento, antes mesmo do início da tarde e noite, onde tradicionalmente o volume de carros aumenta.

Ainda, segundo a concessionária, durante as festas de Natal e Reveillon, a previsão é que pelo menos 1,5 milhões de veículos cruzem a rodovia até o dia 5 de janeiro, onde o foco é a orientação dos motoristas e maior ordenação do fluxo. Entre os dias 31 de dezembro e 2 de janeiro está previsto a maior fluxo de trânsito, com 106 mil e 101 mil veículos, respectivamente. A concessionária orienta, por exemplo, que os usuários realizem a inspeção do veículo com antecedência, inclusive com informações sobre a distância percorrida, condições de tempo, e pontos de parada.

As equipes operacionais da Arteris atuarão 24 horas por dia para garantir um pronto atendimento aos usuários em caso de emergência. São serviços de atendimento médico pré-hospitalar com 11 ambulâncias, sendo quatro de suporte avançado (UTI), socorro mecânico com guinchos leves e pesados, carretinhas para resgate de animais na pista, caminhão-pipa e inspeção de tráfego constante. Tudo acompanhado por mais de 110 câmeras instaladas ao longo do trecho e operadas pelo Centro de Controle Operacional (CCO), que acompanha toda a movimentação e coordena os trabalhos na rodovia. Os usuários podem solicitar atendimento e tirar dúvidas pelo telefone gratuito 0800 282 0101.

Cinco praças de pedágio estão em funcionamento na rodovia e a tarifa para automóveis é de R$ 6,00, motocicletas R$ 3,00. Veículos comerciais pagam conforme o número de eixos. A Arteris Fluminense também disponibiliza os sistemas Via Fácil/Sem Parar, ConectCar, Green Pass, Veloe e Move Mais para agilizar a passagem dos usuários nas praças de pedágio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × dois =