Niterói inicia programa de saúde no trânsito

Programa é voltado para operadores de trânsito. Eles devem receber apoio psicológico em projeto de capacitação profissional

O município de Niterói, através da NitTrans, vai oferecer apoio psicológico aos seus operadores de trânsito, a partir deste mês, por meio do projeto Mais Saúde no Trânsito, parte do Programa de Reciclagem dos Operadores de Trânsito, iniciado no último dia 16 de junho. A psicóloga Thatiana Michelsem utilizará como ferramenta a escuta ativa, para diagnosticar problemas, desenvolver inteligência emocional no ambiente de trabalho e melhorar o relacionamento interpessoal e as competências no âmbito do trabalho.

Fazem parte do projeto debates sobre temáticas relacionadas ao planejamento do próximo ciclo, gestão de recursos humanos e educacionais, indicadores e avaliação e desafios a serem enfrentados no contexto de pandemia e pós-pandemia.

“Ao longo da minha carreira como gestor sempre procurei ouvir as equipes com as quais trabalhei. É preciso ouvir, internalizar e compreender o outro, de forma que seja possível ajustar as tarefas para que a missão seja justa para todos. A empatia tem que estar em nosso dia-a-dia. Se colocar no lugar do outro é muito importante para que a gente possa ter um mundo melhor. Isso é fundamental”, explica o presidente da NitTrans, Gilson Souza.

O Projeto Mais Saúde no Trânsito contará com capacitações coordenadas, com o objetivo de conversar sobre mudanças na gestão em prol de condições de trabalho; priorizar as interações entre as pessoas, com foco no desenvolvimento das habilidades sócio-comportamentais necessárias para mudar e inovar na forma de trabalho; aperfeiçoar a forma de trabalhar e fomentar novas mentalidades e culturas por meio do diálogo e da resolução de problemas; informar sobre planejamentos e as mudanças de prioridades conforme necessário; ouvir as ideias propostas e selecionar as melhores e as emergências para que se coloque em prática nas soluções.

No âmbito da operação de trânsito, fazem parte da temática do Programa de Reciclagem dos Operadores de Trânsito conversas sobre Segurança Viária e Sustentabilidade; Identificação dos aspectos da circulação e da mobilidade cotidiana que permitam imediata intervenção; direitos e deveres nas diferentes posições no trânsito: operador, agente de trânsito, pedestre, passageiro, ciclista, motoristas de ônibus e motoristas em geral; preparação dos colaboradores à realização do trabalho, considerando os aspectos culturais, econômicos e sociais dos envolvidos, bem como seus conhecimentos prévios e experiências cotidianas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + dezenove =