Niterói vai ter ‘passaporte da vacina’ e liberação de atividades

Niterói irá anunciar, nesta terça-feira (14), um novo plano de retomada das atividades que ainda mantinham restrições por conta da pandemia da Covid-19. Com o avanço da vacinação, a cidade irá adotar medidas como a reabertura de boates e casas noturnas (ainda com ocupação limitada), além do fim da restrição do horário de abertura das praias, a partir de outubro. As medidas serão publicadas no Diário Oficial de quarta-feira (15).

Além disso, a exemplo do que está sendo aplicado no Rio de Janeiro, será adotado o “passaporte da vacina”, estabelecendo obrigatoriedade do comprovante de imunização para acessar estabelecimentos públicos. No caso das praias, além do fim da limitação de horários, a partir do mês de outubro também estará liberada a permanência na areia e práticas de exercícios na orla sem o uso de máscara, desde que seja respeitado o distanciamento mínimo de 1 metro.

De acordo com o Governo Municipal, o plano possui três fases, de acordo com o percentual da população vacinada. As medidas aplicadas em outubro fazem parte da primeira fase, em que se estime que 70% da população adulta esteja com a imunização completa. Também estão previstas a realização de eventos em lugares abertos, com 70% da capacidade, além de bares e restaurantes funcionando, sem limitação de horário, com lotação de 50%.

Para o mês de novembro, a cidade estima já ter 100% da população adulta vacinada com as duas doses ou dose única. É quando deve ser iniciada a segunda fase do novo plano de flexibilização. Exercícios ao ar livre, em qualquer ambiente, serão liberados sem exigência do uso de máscaras. Além disso, boates e casas noturnas terão funcionamento permitido, com até 80% da capacidade. O mesmo vale para grandes eventos. Bares e restaurantes poderão voltar à capacidade máxima.

Por fim, em janeiro de 2022, a expectativa é que todos os adolescentes também estejam com a imunização completa, além da terceira dose aplicada em todos os idosos. A previsão é que seja posta em prática a terceira fase, em que todas as atividades serão liberadas com a capacidade máxima e, após quase dois anos de medidas restritivas, o uso de máscaras deixe de ser obrigatório nas ruas da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + doze =