Niterói vacina 8 mil pessoas no primeiro dia de campanha contra a febre amarela

Nesta quinta-feira (25), primeiro dia de campanha contra a febre amarela, em Niterói, cerca oito mil pessoas com a vacina contra a doença, informou a secretaria municipal. Estão disponíveis 49 postos de imunização, aplicando a vacina de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. No sábado (27), acontece o dia D, com reforço de profissionais – serão 700 funcionários atendendo a população. A campanha seguirá até o dia 9 de fevereiro. Desde o começo do ano, Niterói já imunizou 50 mil pessoas. No ano passado, foram aplicadas 193 mil doses da vacina.

Nilza Gomes Cesário, 58 anos, aproveitou a folga do marido e as férias dos quatro filhos para levar a família para receber a imunização, na Policlínica Carlos Antonio da Silva, no São Lourenço, Centro da cidade. De acordo com a dona de casa, a campanha serve de alerta para a população se proteger da doença.

“Vi a divulgação e não pensei duas vezes em trazer todo mundo, aproveitei o tempo livre e vim logo no primeiro dia da campanha. Todos devem comparecer para se proteger dessa doença tão séria. O atendimento está rápido e organizado aqui”, afirmou Nilza.

A secretária municipal de Saúde Maria Célia Vasconcellos, avaliou o primeiro dia e destacou o preparo da equipe. Ela ainda reforçou que a campanha é mais uma maneira de intensificar o trabalho de prevenção contra a febre amarela.

“As pessoas estão cientes da importância da vacinação, mesmo não tendo nenhum caso da doença na nossa cidade, e estão procurando pela vacina. As unidades de atenção básica do município estão realizando a imunização com profissionais que foram preparados para administração das doses e orientados em todos os aspectos que envolvem a febre amarela”, destacou a secretária.

Por determinação do Ministério da Saúde, durante o período de campanha, as doses aplicadas serão fracionadas. Os viajantes e pessoas que devem receber doses integrais (crianças de nove meses a dois anos, gestantes e pessoas com condições clínicas especiais) deverão informar aos profissionais no momento em que chegarem à unidade de saúde para avaliação. Todas as pessoas que procuraram pela vacina vão passar por uma triagem antes de receber a dose.

A população de Niterói pode se vacinar em todas as policlínicas regionais do município (Centro, Santa Rosa, Fonseca, Largo da Batalha, Itaipu, Barreto e Engenhoca); na Policlínica Comunitária de Jurujuba; nas Clínicas Comunitárias da Família da Teixeira de Freitas, Ilha da Conceição, Badu e Várzea das Moças; nos módulos do Programa Médico de Família do Viçoso, Marítimos, Atalaia, Bernadino, Morro do Céu, Ititioca, Ponta da Areia, Vila Ipiranga, Engenho do Mato, Cantagalo, Sapê, Cafubá I, II e III, Maravista, Matapaca, Caramujo, Jonathas Botelho, Leopoldina, Maruí, Palácio, Preventório I e II, Viradouro, Vital Brazil, Martins Torres, Maceió, Nova Brasília e Grota I e II; nas Unidades Básicas de Santa Bárbara, do Baldeador, Piratininga, Centro, Engenhoca e Morro do Estado; e na Policlínica Naval de Niterói.

De acordo com o Ministério da Saúde, deverão tomar a dose fracionada às pessoas maiores de dois anos até 59 anos não vacinadas; mulheres não vacinadas que estejam amamentando crianças maiores de 6 meses e pessoas com mais de 60 não vacinadas, após avaliação de serviço de saúde. Quem continuará tomando a dose integral, segundo o órgão, são crianças de 9 meses a 2 anos; pessoas com condições clínicas especiais; gestantes e viajante internacional.

O Ministério está seguindo a recomendação da Organização Mundial da Saúde e adotou os padrões internacionais da dose única. Ou seja: quem toma a vacina padrão da febre amarela no Brasil está imunizado pelo resto da vida. Quem tomar a vacina fracionada estará protegido por oito anos.

A doença – A febre amarela é transmitida através da picada de mosquitos. Os sinais e sintomas mais comuns da doença são: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos que duram, em média, três dias. Nas formas mais graves da doença, podem ocorrer icterícia (olhos e pele amarelados), problemas no fígado e nos rins, hemorragia e cansaço intenso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *