Niterói se destaca em ranking de inteligência e recebe premiação

A cidade de Niterói tem se destacado em importantes quesitos: inteligência, transparência, conectividade e governança. É o que diz o ranking Connected Smart Cities, que consagrou o município como o nono mais inteligente do Brasil e líder em transparência e governança. O fato é motivo de comemoração para o prefeito Axel Grael (PDT), que representou Niterói em uma premiação concedida pelo ranking, em São Paulo, nesta quarta-feira (1º).

“Uma cidade verdadeiramente inteligente é aquela que usa a tecnologia e sua infraestrutura a serviço da população. Niterói subiu posições nos últimos anos no Ranking Connected Smart Cities e seguiremos avançando com foco na qualidade da gestão e nas entregas à população. Parabéns a toda a equipe Prefeitura de Niterói. Mais uma vitória conquistada graças ao esforço e dedicação de cada um de vocês”, afirmou Grael.

O prefeito afirma que, para a cidade ser considerada inteligente é necessário se desenvolver pautada em itens como conhecimento, sustentabilidade e inclusão. Grael também afirma que, desde 2013, quando o grupo político do qual faz parte assumiu a gestão da cidade, foram feitos investimentos em tecnologias inovadores, pontos que avalia como cruciais para que Niterói tenha subido posições no ranking.

Axel Grael representou a cidade em premiação – Foto: Divulgação

“Uma cidade inteligente deve ser orientada aos seus cidadãos, e seu desenvolvimento deve ser pautado no conhecimento, na sustentabilidade e na inclusão. Com esta mentalidade, Niterói subiu posições nos últimos anos e alcançou o nono lugar nacional do Connected Smart Cities. Desde que cheguei à Prefeitura de Niterói, em 2013, como vice-prefeito da gestão Rodrigo Neves, nossa cidade vem investindo em soluções tecnológicas e inovadoras para superar desafios nas diferentes áreas de atuação da administração municipal”, prosseguiu.

Axel Grael também enumerou alguma dessas ações que, em sua concepção, ajudaram a cidade a ganhar posto de destaque em inteligência no país. “Foram iniciativas como a implantação do Centro de Controle Operacional (CCO) da Mobilidade, a elaboração do Plano Diretor de Cidades Inteligentes, com o apoio do governo da Coreia do Sul, a criação do Sistema de Gestão da Geoinformação (SIGeo) e o Programa de Desenvolvimento de Projetos Aplicados (PDPA), construído a partir de uma parceria entre a Prefeitura e a Universidade Federal Fluminense (UFF)”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × cinco =