Niterói se aproxima de completar imunização da população com a primeira dose

Dando sequência ao calendário de vacinação do município, Niterói vacinou, nessa terça-feira (17), os jovens de 20 anos ou mais com a primeira dose do imunizante. Além disso, também foram aplicadas a segunda dose do imunizante em todos os postos da cidade.

No Posto de vacinação da Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva, situado na Avenida Jansen de Melo, s/nº, São Lourenço, a vacinação seguiu sem transtornos ou grandes aglomerações. Os jovens que buscaram o posto para serem vacinados nessa terça-feira (17), receberam a primeira dose do imunizante Pfizer. Já para aplicação da segunda dose, foram disponibilizados os imunizantes AstraZeneca, CoronaVac e Pfizer.

Jovens de 20 anos recebem a primeira dose

O design gráfico e fotógrafo, Adrian Fontinelli, de 20 anos, chegou cedo ao posto para receber a primeira dose da vacina. Após ser vacinado, o jovem falou sobre a emoção de receber a primeira dose do imunizante. “Eu estou feliz demais e até chorei! Nós estamos passando por um momento muito delicado. Muitos familiares de pessoas de minha igreja morreram por cauda da Covid. Eram pessoas muito próximas. Eu vi tudo isso muito de perto e é uma dor porque eram pessoas conhecidas, eram irmãos e irmãs, eram pessoas que eram mais do que amigos”, desabafou Adrian.

A estudante Giovana, de 20 anos, foi ao posto acompanhada de sua mãe

O jovem também destaca que é preciso perceber o quanto uma calamidade mundial como a da pandemia da Covid-19 ameaça toda a sociedade. “É algo que mexe conosco. E você saber que está tomando parte da cura [se referindo à imunização], é algo que emociona, sabe? Estou feliz demais!”, comemora o jovem design.

A estudante Giovana, também de 20 anos, foi ao posto acompanha de sua mãe. Ela comenta que foi muito importante receber a primeira dose da vacina. Durante o período da pandemia a estudante relata que praticamente não saia de casa. “Eu só saia de casa para ir ao médico. Ficava estudando e praticamente assisti todos os seriados que passaram nas plataformas de streaming”, afirma a estudante.

Segunda dose

A população que procurou o posto para receber a segunda dose, não encontrou problemas para ser vacinado. O Posto da Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva disponibilizou os três imunizantes utilizados para aplicação da primeira dose no município. Entre as pessoas vacinadas, o clima era de alívio. No entanto, a militar aposentada, Wilcimar Catarina, lembra que não podemos relaxar com os cuidados. Ela relata que, recentemente, perdeu uma amiga já vacinada com as duas doses, que acabou infectada durante uma viagem.

“Minha amiga era uma pessoa idosa e tinha algumas comorbidades. Ela já tinha recebido as duas doses da vacina e resolveu fazer uma viagem porque já se achava imunizada. Ela e o marido acabaram infectados e ela não resistiu às complicações”, lamenta Wilcimar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − cinco =