Niterói retorna ao Nível Laranja do Plano de Transição Gradual

O prefeito Axel Grael e o secretário de Saúde Rodrigo Oliveira, anunciaram na sexta-feira que a cidade de Niterói voltou ao nível Laranja do Plano de Transição Gradual ao Novo Normal. A medida se deve ao aumento na taxa de pacientes internados com Covid-19, o número de casos ativos, incidência de novos casos e taxa de ocupação de UTI e leitos clínicos registrados nos últimos dias. O indicador síntese está em 10,50.

“Quero lembrar, mais uma vez, que a situação no Brasil é gravíssima. Chegamos a 3 mil mortos por dia, com vários Estados entrando em colapso de seus sistemas de saúde. Em Niterói, entramos essa semana no sinal laranja, que é o maior alerta no Plano de Transição do Novo Normal. Isso mostra que a decisão de uma restrição forte é fundamental para que a gente consiga frear a taxa de transmissão e reduzir o número de casos. É importante todos terem em mente que esse não é um período de feriado, não é para sair, para se aglomerar. É um período de prevenção, de ficar em casa, de fazer um esforço para diminuir o contágio da doença”, frisou Rodrigo.

Axel reforçou que na sexta-feira começou o período chamado por ele de Período Emergencial de Prevenção da Covid-19. As medidas preventivas vão até 4 de abril. “Há algumas semanas, a gente já estava alertando para a possibilidade de chegar ao estágio laranja. As medidas mais restritivas que tomamos para estes dez dias já estão contidas no decreto que vale para este estágio. São várias medidas importantes de restrição para atividades na cidade para estimular as pessoas a ficarem em casa. Só há duas formas de enfrentar este crescimento da Covid-19 neste momento: a vacinação e o isolamento sanitário. Estamos fazendo todo o possível para acelerar a vacinação. Precisamos que a população também faça sua parte, se cuidando e ficando em casa, só saindo quando for extremamente necessário”, enfatizou.

Eles lembraram que situação de todo o país é muito preocupante devido ao crescimento dos números de casos e de óbitos, e o grande colapso na rede de saúde em cidades de diferentes regiões. “Tudo o que estamos fazendo é para que Niterói não chegue a este cenário. Não vamos abrir mão de proteger a saúde da população. Sei que não é fácil, mas precisamos ter essas restrições neste momento. A Prefeitura do Rio, por exemplo, seguiu o nosso exemplo e adotou programas de auxílio emergencial. Desde o ano passado, Niterói foi pioneiro na implantação dos programas Renda Básica, Busca Ativa e Empresa cidadã, que auxiliam famílias que mais precisam e as empresas da cidade para manter a economia de pé. Em 2020, a Prefeitura de Niterói superou a marca de R$ 500 milhões na aplicação destes programas, tudo com recursos próprios. Com a prorrogação dos programas até julho, serão mais R$ 300 milhões”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 8 =