Niterói realiza dia D de vacinação contra febre amarela

Com objetivo de reforçar a imunização contra Febre Amarela, o município de Niterói realizou neste sábado (27), o Dia D da campanha de vacinação. Até o início da tarde, 7500 pessoas receberam a dose nos 49 pontos que ofereceram a vacina e funcionaram das 08h às 17 horas recebendo a população. A Fundação Municipal de Saúde mobilizou 700 profissionais para a ação.

Lívia Alfradique, 37 anos, analista de Rh, procurou a Policlínica do Fonseca para receber a dose da vacina e considerou o atendimento muito bom. “Gostei muito do atendimento, foi rápido e bem organizado. A iniciativa de vacinar no sábado foi ótima, já que durante a semana não tenho disponibilidade e flexibilidade de horário”, contou.

A secretária municipal de Saúde, Maria Célia Vasconcellos, acompanhou a ação, conversou com os usuários e profissionais e visitou algumas unidades de saúde.

Maria Célia considerou o movimento bom e aproveitou para alertar a população que ainda não recebeu a imunização. “Embora o município de Niterói não tenha caso confirmado de febre amarela, é importante a população se vacinar. A vacina continua disponível nas 49 unidades de saúde, de segunda a sexta-feira, das 08h às 17h”, disse.

A secretária também falou do bom desempenho da vacinação. “Apenas esse ano já vacinamos 50 mil pessoas, no ano passado foram 193 mil, é um número muito bom e continuamos empenhados na prevenção da febre amarela”, concluiu Maria Célia.

A campanha, iniciada no último dia 25 segue até o dia 09/02, com o objetivo de intensificar a vacinação. Após esse período, a vacina continua sendo oferecida das unidades. Por determinação do Ministério da Saúde, durante o período de campanha, as doses aplicadas serão fracionadas. Os viajantes, crianças de nove meses a dois anos, gestantes e pessoas com condições clínicas especiais receberam doses integrais. Todos que procuraram pela vacina passaram por uma triagem antes de receber a dose.

Agentes do Centro de Controle de Zoonoses também participaram do Dia D, visitando casa a casa e convocando os moradores que ainda não tinham recebido a vacina. Além disso, realizaram um trabalho de combate ao Aedes Aegypti, mosquito causador da dengue, zika e chikungunya.

O Ministério está seguindo a recomendação da Organização Mundial da Saúde e adotou os padrões internacionais da dose única. Ou seja: quem toma a vacina padrão da febre amarela no Brasil está imunizado pelo resto da vida. Quem tomar a vacina fracionada estará protegido por oito anos.

A vacinação continua de segunda a sexta-feira, das 08 às 17 horas, em todas as policlínicas regionais do município (Centro, Santa Rosa, Fonseca, Largo da Batalha, Itaipu, Barreto e Engenhoca); na Policlínica Comunitária de Jurujuba; nas Clínicas Comunitárias da Família da Teixeira de Freitas, Ilha da Conceição, Badu e Várzea das Moças; nos módulos do Programa Médico de Família do Viçoso, Marítimos, Atalaia, Bernadino, Morro do Céu, Ititioca, Ponta da Areia, Vila Ipiranga, Engenho do Mato, Cantagalo, Sapê, Cafubá I, II e III, Maravista, Matapaca, Caramujo, Jonathas Botelho, Leopoldina, Maruí, Palácio, Preventório I e II, Viradouro, Vital Brazil, Martins Torres, Maceió, Nova Brasília e Grota I e II; nas Unidades Básicas de Santa Bárbara, do Baldeador, Piratininga, Centro, Engenhoca e Morro do Estado; e na Policlínica Naval de Niterói.

A doença – A febre amarela é transmitida através da picada de mosquitos. Os sinais e sintomas mais comuns da doença são: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos que duram, em média, três dias. Nas formas mais graves da doença, podem ocorrer icterícia (olhos e pele amarelados), problemas no fígado e nos rins, hemorragia e cansaço intenso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *