Niterói Presente completa 2 anos com mais de 400 prisões

Dois anos após o início de suas operações na cidade, o programa Niterói Presente colaborou para a redução consistente dos índices de criminalidade no município. Em dois anos, os agentes prenderam 428 pessoas com mandados de prisão emitidos pela Justiça. Grande parte era de foragidos do sistema penitenciário. Também foram encaminhados às delegacias 75 pessoas por roubo, 108 por furto, 11 por tentativa de furto, 6 por tentativa de roubo, 37 por porte ilegal de arma de fogo, 28 por tráfico de drogas, 40 por receptação e 8 por tentativa de homicídio. Foram recuperados 93 veículos e 40 armas de fogo foram apreendidas, entre outras ocorrências.

Totalmente custeado pela Prefeitura de Niterói, através de convênio com o governo do Estado, o Niterói Presente disponibiliza diariamente o reforço de 400 homens nas ruas de sete bairros da cidade: Icaraí, Santa Rosa, Centro, Fonseca, São Francisco, Charitas e Jurujuba, liberando o efetivo do 12º BPM para atuar em outras regiões da cidade.

“A criação do Niterói Presente foi muito importante na nossa estratégia de cooperação com as forças de segurança para a redução da criminalidade em Niterói. Esse esforço incluiu outras ações, como o monitoramento, através do CISP, o cercamento eletrônico, o convênio com o Disque-Denúncia e trabalhos de prevenção reunidos no Pacto Niterói Contra a Violência. E os resultados têm sido os melhores possíveis. Hoje o niteroiense pode sair mais tranquilo de casa, frequentar espaços públicos. Até 2020, teremos investido mais de R$ 300 milhões em segurança pública”, disse o prefeito Rodrigo Neves.

O programa foi implantado em 15 de dezembro de 2017 em Icaraí. Ele permite que policiais lotados em batalhões de outras regiões do estado trabalhem em Niterói nos dias de folga em troca de remuneração paga pela prefeitura. A estratégia de policiamento segue o Plano de Policiamento Integrado (PPI) que envolve as polícias Militar e Civil, Guarda Municipal e Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM). Divididos em duplas ou trios, os agentes percorrem as ruas dos bairros a pé, de carro ou de moto, sempre buscando atuar de forma preventiva.

O subsecretário do Gabinete de Gestão Integrada, Gilson Chagas, diz que o Niterói Presente, com sua atuação eficiente, conquistou ao respeito e a admiração da população de Niterói.

“O programa completou 2 anos e nesse período conquistou o respeito e admiração da população de Niterói pela eficiência, pelo tratamento humano e respeitoso como trata cada cidadão”, destacou Gilson Chagas.

Para o coordenador do Programa Niterói Presente, major David Costa, o reconhecimento da população tem sido um incentivo ao trabalho dos agentes.

“A Prefeitura de Niterói acreditou no nosso trabalho e, da mesma forma, a sociedade niteroiense nos abraçou com inúmeras demonstrações de apoio. Isso faz com que nossa tropa trabalhe com mais amor e determinação. Somos um time focado em servir e proteger a sociedade”, diz David Costa.

Dona de uma banca de jornais, que funciona há mais de 20 anos na esquina das ruas Aurelino Leal com Almirante Tefé, no Centro, Célia Regina Cabral, disse que a segurança no local melhorou muito com a chegada dos agentes do Niterói Presente às ruas do Centro.

“Essa região sempre teve muitos assaltos. De repente, acontecia uma correria porque alguém tinha sido assaltado. Hoje está todo mundo aí, fazendo suas compras de Natal se nenhum problema”, elogia Célia Regina.

Ações relevantes – No início de agosto, os agentes do Niterói Presente prenderam dois homens que assaltavam em pontos de ônibus e nas ruas da Zona Sul de Niterói usando um fuzil, conhecidos como “Bonde do fuzil”. Depois da prisão, o número de assaltos na região foi reduzido. Os agentes também participaram de ações planejadas pelo 12º Batalhão da PM, como apoio a uma incursão no Morro do Palácio, que resultou na prisão de vários traficantes e na apreensão de armas e drogas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + um =