Niterói perde o médico Gilson Cantarino O´Dwyer

O médico Gilson Cantarino O´Dwyer faleceu na quinta-feira (21), em Niterói, aos 71 anos. A causa da morte e detalhes sobre o sepultamento ainda não foram informados pela família. Cantarino implementou o programa Médico de Família em Niterói e também foi secretário de saúde do Município e do Estado.

Nas redes sociais os filhos, Fernanda e Gabriel Cantarino, postaram uma homenagem ao pai: “Após 60 dias de muita luta, no final do dia de ontem [21], meu pai nos deixou para o seu merecido descanso na casa de Deus. Um herói, um exemplo de honra, dignidade e amor ao próximo. Um homem que dedicou sua vida ao bem comum e a família. Um pai, irmão, filho, marido e avô gigantescamente amado. Será imortal em nossas lembranças e em nossos corações. Que Deus o receba com todo o seu amor, meu pai. Te amamos!”, dizia o texto emocionado.

O secretário municipal de saúde de Niterói, Rodrigo Alves Oliveira, lamentou a morte do médico. “É com muito pesar que recebi a notícia do falecimento de Gilson Cantarino, cuja trajetória se confunde com a história e consolidação do Sistema Único de Saúde em Niterói e no Brasil. O Dr. Gilson sempre será lembrado por sua grande dedicação e contribuição ao nosso querido SUS! Deixo aqui meus sentimentos para todos os familiares”, pontuou.

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) também divulgou uma nota de pesar pelo falecimento de um dos defensores do Sistema Único de Saúde (SUS). “ Gilson Cantarino O´Dwyer, presidente do Conass de 2003 a 2005, integrante da assessoria técnica e membro permanente do Conselho Consultivo. Grande sanitarista, o Dr. Gilson deixa um legado de luta e defesa da saúde pública e compromisso com o SUS por meio de seu trabalho na gestão do SUS, nos âmbitos municipal e estadual. No Conass, fica a alegria de todos que conviveram e trabalharam com o Dr. Gilson, uma pessoa querida, gentil e amável que deixa boas lembranças e muita saudade”.

De acordo com a Academia de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Acamerj), Dr. Gilson, nasceu em Niterói e formou-se médico pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 1975. Pós-graduou-se em Psiquiatria Geral e em Psiquiatria Infantil pelo Instituto de Psiquiatria, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Médico concursado do Ministério da Saúde e da Fundação Municipal de Saúde de Niterói, assumiu em 1984 a Secretaria Executiva do Projeto Niterói, pioneiro nas Ações Integradas de Saúde e responsável pela formulação de um novo modelo de assistência à saúde da população.

Ainda segundo a Acamerj foi reconduzido ao mesmo cargo em 1986, posteriormente convidado a assumir a Secretaria Municipal de Saúde de Niterói, em 1989, onde permaneceu continuamente por 10 anos, sendo pioneiro na implantação no Brasil do Modelo Médico de Família. Em 1999 assumiu o cargo de Secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro onde permaneceu até 2002, assumindo em seguida a função de Assessor Técnico do Conselho Nacional de Secretários de Saúde – Conass.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.