Niterói libera uso de máscara em atividades físicas ao ar livre

Nova fase também suspende horário limite para fechamento de bares e ampliação de capacidade do público em eventos

Niterói entra, nesta segunda-feira (1º), na fase 2 do Programa Novo Normal Niterói, um conjunto de regras para orientar a cidade neste momento da pandemia de Covid-19. Na nova fase, não será mais obrigatório o uso de máscara em atividades físicas ao ar livre. O município atingiu 100% da população com mais de 12 anos vacinada pelo menos com a primeira dose do imunizante contra o coronavírus.

A fase 2 também prevê a suspensão do horário limite para o fechamento de bares, restaurantes e similares. Ainda haverá permissão para o funcionamento de casas noturnas, casas de festas, pubs e boates, com até 80% da capacidade de público, mediante comprovação de esquema vacinal completo. Grandes eventos terão autorização para acontecer com até 80% da capacidade de público, também com comprovação de esquema vacinal completo.

A fase 3 está prevista para iniciar em janeiro de 2022, quando a oferta de vacinação completa atingir 100% da dose de reforço entre idosos, pessoas imunocomprometidas e profissionais de saúde e 100% da população da Região Metropolitana II. Neste momento, serão estabelecidas as seguintes ações e medidas: suspensão do uso de máscara em locais abertos, exceto para pessoas pertencentes a grupos de risco para Covid-19. Será permitido o funcionamento de casas noturnas, pubs e boates com até 100% da capacidade de público, mediante comprovação de esquema vacinal completo.

Na fase 3 também será permitida a realização de grandes eventos com até 100% da capacidade de público, mediante comprovação do esquema vacinal completo. Serão mantidas as orientações de medidas de proteção à vida, tais como, higienização das mãos e ventilação de ambientes.

Vacinados

Cerca de 83,3% da população de Niterói acima de 12 anos já está com o esquema vacinal completo (segunda dose ou dose única). A Secretaria Municipal de Saúde já aplicou a primeira dose em 86,2% da população total, de 515.317 habitantes, segundo dados do IBGE. São 444.031 pessoas com primeira dose e 360.606 pessoas com a segunda. A dose única foi aplicada em 12.266 pessoas. Outras 65.392 já receberam a dose de reforço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.