Niterói fará 10 mil testes de covid-19 na próxima semana

Até 10 mil moradores de Niterói, com sintomas da covid-19 (febre e/ou quadros respiratórios), poderão fazer o diagnóstico do novo coronavírus nas unidades do Programa Médico de Família na próxima semana. Durante a live do Gabinete de Crise pela página oficial da Prefeitura o prefeito Rodrigo Neves (PDT) ressaltou que já foram realizados mais de 6 mil testes na cidade. 

 “Os testes foram fundamentais para a transição gradual para a nova normalidade que se iniciou hoje. Porque nós temos a resposta de onde o vírus anda circulando e os testes antecipam nosso poder de respostas”, ressaltou o prefeito.

REFORÇO NO SUPERA NITERÓI

Sobre as medidas econômicas do Fundo Niterói Supera, o prefeito disse que o grau de adesão das pequenas e médias empresas está muito baixo de execução até agora com cinco milhões de crédito e que vai pessoalmente impulsionar o programa.

“Eu pessoalmente estou entrando em contato amanhã [hoje] com dirigentes de bancos privados e vamos acionar eles também porque evidentemente esse ritmo de atendimento do programa Supera Niterói nos incomoda e sabemos que ele é determinante para manter as pequenas e médias empresas vivas em Niterói”, realçou o prefeito.

Ele disse que esperar na próxima semana movimentar R$ 40 milhões em créditos. “A linha de crédito do programa é de R$ 150 milhões oferecida por instituições financeiras com juros pagos pela Prefeitura de Niterói. Estamos procurando outras entidades financeiras privadas e públicas e já estamos com o Banco do Brasil, que aumentou para mais duas agências o atendimento e a procura as empresas, mas não estamos satisfeitos com o resultado e vamos fazer todo nosso esforço dentro das tratativas para a gente acelerar esse ritmo, pois nós sabemos das dificuldades das empresas”, disse o prefeito Rodrigo Neves.

Volta às aulas mais seguras
A Câmara dos Vereadores de Niterói aprovou ontem projeto de lei que pode obrigar os professores de Niterói a serem testados para covid-19 antes da volta às aulas presenciais. A proposta foi aprovada em primeira discussão de autoria dos vereadores Rodrigo Farah (MDB) e Paulo Eduardo Gomes (PSOL). A medida é para dar mais segurança à comunidade escolar no momento em que as aulas forem restabelecidas na cidade.

Além da rede básica municipal de ensino, o projeto também é voltado para os docentes da rede particular que atuam na cidade. As aulas presenciais estão suspensas em Niterói desde o dia 15 de março e, desde então, passou por prorrogações. Essa foi uma das primeiras medidas tomadas pelo Executivo para diminuir o risco de propagação do novo coronavírus. A determinação da Prefeitura de Niterói é que os alunos não retornem às escolas até o dia 30 de junho. A Fundação Municipal de Educação realiza as aulas online para não prejudicar o aprendizado.

BOLETIM — Segundo o boletim da Prefeitura de Niterói ontem (21) na cidade há 1.553 casos de Covid-19 confirmados em moradores, dos quais: 868 isolamento domiciliar e sendo acompanhados pela Fundação Municipal de Saúde, 535 pacientes recuperados, 85 óbitos e 65 hospitalizados.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *