Niterói e SG têm mais dois casos de febre amarela

Geovanne Mendes

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde mais duas pessoas foram diagnosticadas com o vírus da febre amarela, um morador de Niterói e o outro de São Gonçalo. Em comum, os casos teriam contraído a doença no município de Maricá. De acordo com a secretaria, atualmente foram registrados 21 casos da doença em todo o Estado do Rio de Janeiro, oito pessoas vieram a óbito. O Estado, no entanto, não informou detalhes sobre a identidade dos pacientes e nem de que bairros são. Confirmou a segunda morte pela doença em Macaé, mas também não informou de que área da cidade era a vítima, nem idade e nome.

Em nota a Fundação Municipal de Saúde de Niterói (FMS) informou que acompanhou de perto o caso do paciente que contraiu a febre amarela em Maricá. Segundo a secretaria, o paciente já está em casa e fora do quadro da doença.

“A vacinação contra a febre amarela faz parte do calendário de imunizações de Niterói e, desde o mês de março, quando os primeiros casos da doença surgiram no Estado do Rio de Janeiro, a Prefeitura aumentou a oferta da vacina através da abertura de novas salas de imunização, solicitando novas remessas de vacina ao Governo do Estado e destacando duas equipes volantes para vacinar a população que reside em áreas próximas à matas e limites com outros municípios, como Várzea das Moças, Muriqui, Matapaca e Região Oceânica”, informou a FMS.

Só este ano, o Município aplicou mais de 160 mil doses da vacina contra febre amarela. A média chegou a cinco mil pessoas por dia. No ano passado, eram imunizadas cerca de 300 pessoas por mês. Em Niterói, já foram imunizadas 243.388 pessoas nos últimos 10 anos.

A imunização ocorre de segunda a sexta, das 8h às 16h, em todas as policlínicas regionais do município, na Policlínica Comunitária de Jurujuba, na Clínica Comunitária da Família de Várzea das Moças, nas Unidades Básica de Saúde (UBS) de Piratininga, Santa Bárbara e do Baldeador (Morro do Castro) e nos módulos do Programa Médico de Família do Engenho do Mato, Cafubá II, Cafubá III, Matapaca, Badu, Maravista, Cantagalo e Caramujo.

A Secretaria municipal de Saúde de São Gonçalo informou, através de nota, que não foi comunicada oficialmente pela Secretaria Estadual de Saúde sobre o caso do morador do município que contraiu a doença em Maricá. A nota informa ainda que, apesar de não ter indícios do vírus circulando pela cidade, mobilizou a equipe técnica para intensificar as ações de combate a doença e abrirá a partir de hoje, mais três pontos de vacinação contra Febre Amarela na cidade nas três clínicas da família localizadas nos bairros Barro Vermelho, Mutondo e Marambaia.

“Somente este ano, 150 mil pessoas foram imunizadas contra a doença em São Gonçalo. A secretaria estuda a abertura de mais 20 postos de vacinação contra febre amarela na cidade e tem meta de imunizar 100% da população até novembro deste ano”, concluiu a nota.

Já a Secretaria de Saúde de Maricá informou que praticamente todas as 116 mil pessoas previstas para serem vacinadas contra febre amarela no município já foram imunizadas.
“Os moradores estão protegidos. É importante ressaltar que por ter registrado caso da doença, a cidade foi incluída como área de recomendação, ou seja, pessoas só poderiam se deslocar para Maricá caso estivessem vacinadas contra a doença, como ocorreu nos outros municípios com casos confirmados”, disse a secretaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + quinze =