Niterói divulga boletim de movimentação econômica

O setor de “armazenamento e atividades auxiliares dos transportes” foi o que mais movimentou a economia de Niterói no primeiro trimestre desde ano, apresentando um crescimento de 87% neste ano em relação ao mesmo período do ano passado. As informações constam no Boletim de Movimento Econômico desenvolvido pela Secretaria Municipal de Fazenda de Niterói, divulgado ontem (17).

De acordo com o Boletim, que analisou os dados sobre a arrecadação do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) e a emissão de Notas Fiscais do município. Os dados mostram que, principalmente a indústria naval com atividades de carga e descarga portuária, estacionamento, operação de terminais e armazéns, elevou a arrecadação do setor de “armazenamento e atividades auxiliares dos transportes”.

Ao todo, o documento destaca os 15 setores que mais emitiram Nota Fiscal Eletrônica entre os meses de janeiro e março de 2021, com base na Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE/IBGE). Destes, apenas três apresentaram crescimento em comparação com o mesmo período de 2020. Outros setores que mostraram desempenho positivo no período foram o de “atividades de prestação de serviços de informação”, que envolve serviços de TI, informática, internet e provedores, também expandiu e registrou um crescimento de 65,5%. Em terceiro lugar, com crescimento de 61,9%, está o setor classificado como “outras atividades profissionais, científicas e técnicas”, puxado principalmente pelos serviços de agenciamento de embarcações.

A secretária municipal de Fazenda, Marilia Ortiz, afirma que o documento é um importante diagnóstico que subsidiará o governo no fomento na cidade. “O Boletim se torna um poderoso aliado da sociedade, abastecendo o setor produtivo e o governo de informações relevantes que nortearão a tomada de decisão. Trimestralmente teremos a publicação do documento e assim poderemos comparar o comportamento do setor, verificando quais atividades seguem retomando o crescimento ou identificando os setores estagnados pela crise causada pela pandemia. Nossa intenção é acompanhar de perto a economia da cidade”, afirmou Marilia Ortiz.

Para observar o impacto provocado pela pandemia do coronavírus e a recuperação gradativa do setor econômico, foi observada a emissão de Notas Fiscais Eletrônicas ao longo dos últimos 15 meses. A recuperação da movimentação econômica na cidade só é observada a partir de julho passado, quando as medidas de geração de emprego e renda da Prefeitura de Niterói para mitigar os efeitos sociais e econômicos da Covid-19 foram implantadas. O Boletim de Movimento Econômico será publicado a cada três meses e ficará disponível para download na página da Secretaria de Fazenda no menu Transparência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − um =