Niterói desenvolve programa para fortalecer o “Terceiro Setor”

Primeira fase do projeto começara na próxima segunda-feira

Em uma iniciativa para fortalecer o Terceiro Setor na cidade, a Prefeitura está elaborando o programa Niterói Cidadã. A primeira fase começa na próxima segunda-feira (20), quando estará disponível, no Portal de Serviços, um questionário para que as entidades possam responder, entre outras perguntas, quem são, o que fazem e como atuam. A partir do levantamento destes dados será elaborado um diagnóstico do segmento e definidas estratégias de atuação do município.

O terceiro setor é formado por organizações de natureza “privada”, sem fins lucrativos, dedicadas à execução de objetivos sociais ou públicos, embora não seja integrante da administração pública.

Para acessar o questionário, é preciso acessar o Portal de Serviços pela internet (https://servicos.niteroi.rj.gov.br) ou baixar o aplicativo “Niterói Serviços Cidadão”. Em seguida, basta fazer o login no Portal e buscar “Niterói Cidadã” nos serviços em destaque na primeira página. O questionário ficará disponível até 9 de agosto.

O programa contará com a participação de diferentes órgãos da Prefeitura, como as secretarias municipais de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (SEPLAG), de Participação Social (Sempas), de Direitos Humanos (SMDH), de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SMARHS), de Assistência Social e Economia Solidária (SMAES) e do Escritório de Gestão de Projetos (EGP).

A SEPLAG destaca que o diagnóstico vai auxiliar o município a compreender de forma mais específica as demandas das organizações e projetos sociais, com o objetivo de desenvolver um programa que auxilie e apoie o Terceiro Setor.

“O questionário vai funcionar como um indicador para as necessidades do setor em Niterói. Muito mais do que simplesmente levantar dados sobre as organizações, as informações vão servir para a construção coletiva e democrática de um programa sólido, que vai oferecer à sociedade o que ela realmente precisa”, afirma a secretária de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão, Ellen Benedetti.

O secretário municipal de Direitos Humanos, Raphael Costa, enfatiza que o programa está sendo estruturado a partir de três eixos de ação: formalização, captação de recursos e capacitação.

“Por muitos anos trabalhei no terceiro setor e sempre foi uma demanda do segmento uma atenção maior pelo poder público. A Prefeitura, agora, está empenhada na construção de um programa de fortalecimento do terceiro setor, e a participação das organizações nesta primeira etapa é essencial. É importante que cada projeto, cada grupo e cada entidade aponte suas demandas, seus problemas, seus desafios, para que o projeto possa potencializar o trabalho da sociedade civil”, afirma o secretário.

Responsável pelo Escritório de Gestão de Projetos da Prefeitura de Niterói, Valéria Braga, reforça a importância da iniciativa para fortalecer as entidades da sociedade civil.

“O projeto pretende fazer com que as Organizações Não Governamentais do município sejam capacitadas na elaboração de projetos e captação de recursos e, desta forma, consigam participar de editais, municipais ou não. Além disso, que possam fazer sua própria captação de recursos de forma independente. O projeto Niterói Cidadã vai proporcionar que as grandes ideias dessas organizações se tornem projetos viáveis, impactando positivamente o município e seus cidadãos”, destaca.

A secretária Ellen Benedetti acrescenta ainda o papel da capacitação dentro do programa.

“Uma vez que tivermos conhecimento das necessidades das entidades de Niterói, poderemos oferecer aos responsáveis cursos e capacitações através da Escola de Governo e Gestão, fortalecendo as instituições para que elas possam se desenvolver líderes mais capacitados, informados e motivados a construir uma Niterói mais cidadã”, conclui a secretária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

15 + dezesseis =