Niterói conhece hoje a campeã do Carnaval

Cerca de 20 mil pessoas assistiram os desfiles das escolas de samba dos grupos de Acesso e Principal de Niterói, nas noites da última terça-feira na Rua da Conceição, no Centro. Sobraram originalidade, criatividade e samba no pé. Antes da primeira escola, a Unidos do Sacramento, a Corte Momesca – formada pelo Rei Momo, Kriollo, a Rainha Andressa Ruiva e as Princesas, Danny Nascimento e Rafaella Mell – abriu o segundo dia de desfile com muito garbo e animação. A Unidos do Viradouro, que desfilou Hours Concours, levantou o público nas arquibancadas. Hoje, às 15h, acontecerá a apuração para saber qual será a grande campeã do Carnaval Niterói 2017, na quadra da Unidos do Viradouro, no Barreto.

O estudante e pai Denis Rodrigues disse que assiste o desfile da Rua da Conceição há vários anos e cada vez está melhor. “Assisto o desfile aqui junto com toda minha família e vejo que está cada vez mais bonito”, disse.

A Unidos do Sacramento iniciou os desfiles do Grupo A, com o enredo “Brasil. Que Terra é Essa?”, seguido pela Cacique da São José apresentando “Uma Viagem ao Túnel do Tempo em Busca da História do Carnaval”; Magnólia Brasil, com “Patacori Ogun. Salve São Jorge. A Magnólia Brasil Canta a Sua Fé”, encantou. Seguindo Experimenta da Ilha da Conceição, apresentou “Do Canto do Bode Ao Canto Aldeão. Sonhos e Fantasias no Palco da Ilusão”;Tá Mole Mas É Meu com “Rio. Carioca de janeiro a janeiro”.

O Grupo Principal foi aberto pela Combinado do Amor com o enredo “Ubuntu. Sou o que Sou, Porque Somos Todos Nós”; Sabiá apresentou “A Sabiá É Só Felicidade”;Souza Soares, “Mestre Cartola. O Divino Poeta do Samba”; Grupo dos 15 também animou com o “Mistura Que Encanta.
Forró no 15 Vira Samba”; Unidos da Região Oceânica apresentou “Brasil.

Em Se Plantando Tudo Dá” (Reedição Acadêmicos do Sossego 1986); Alegria da Zona Norte com o “Dá licença. A Nação Alegrense Vai Brincar” agradou; Império de Arariboia desfilou “Um Sonho de Criança. O Mundo Encantado do Império de Arariboia”e; Folia do Viradouro fechou, com chave de ouro, com o enredo “É Sorte ou Azar?No Cassino Folia, Pode Apostar”.

Desfiles de segunda-feira

As agremiações esbanjaram beleza, criatividade, alegria e samba no pé. O cantor sertanejo João Gabriel foi homenageado pela Mocidade Independente de Icaraí. Ele desfilou em companhia do pai, no alto de um carro.

“Nunca imaginei receber uma homenagem como essa. Estou emocionado e me sentindo lisonjeado e honrado com o convite para desfilar, sendo o enredo da Mocidade”, afirmou o cantor niteroiense.

Desfilaram as agremiações Grilo da Fonte (“Das águas do Itororó eu bebi e renasci”), Tá Rindo Por quê? (“Miscigenação”), Unidos do Castro (“Misterioso Mar”), União do Maruí (“O Bar Catedral da Perdição”), Mocidade Independente do Boaçu (“Novos Tempos, Novos Ventos, Cubango uma história que tornou Carnaval”), Banda Batistão (“O Jogo da Vida”), União da Engenhoca (“A Engenhoca Conta a História do Baralho”), Amigos da Ciclovia (“Piratininga, Minha Origem, Meu Chão”), Unidos do Barro Vermelho (“Professora Marlene Salgado de Oliveira Meu Universo é Você”), Fora de Casa, “É da Cidade Sorriso. Quem Quiser Pode Aplaudir. Fora de Casa Canta e Conta o Centenário do Clube de Regatas Icaraí”), Bem Amado (“São Cosme e São Damião Convia Aibejada”), Garra de Ouro (“As Tias Matriarcas do Samba”), Galo de Ouro (“É Nordeste, Nação Independente, Terra de Cabra da Peste”), Balanço do Fonseca (“As Grandes Maravilhas do Mundo, Nesta Viagem, o Balanço do Fonseca Vem Lhe Mostrar!!!”), Mocidade Independente de Icaraí (“Segura Mocidade…Segura Moçada e o João Gabriel Que Tá Chegando Na Parada”) e Bafo do Tibre (“A Magia da Sorte A Arte de Apostar”).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 1 =