Niterói celebra São Pedro nesta sexta-feira

Raquel Morais –

O Dia de São Pedro é celebrado pela igreja católica na próxima sexta-feira (29) e na pequena igreja dedicada ao santo, em Jurujuba, os preparativos estão a pleno vapor. O altar está sendo reformado e a imagem do padroeiro dos pescadores já começou a receber os enfeites. Alvorada de fogos, missa e procissões – terrestre e marítima -, estão entre as programações. No final de semana a festa contará com 30 barracas de comidas típicas e muitos shows, inclusive com roda de samba. O esquema de trânsito no bairro ainda não foi divulgado pela Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans).

As homenagens começam cedo, às 5h, com alvorada de fogos seguida de missa às 6h e às 9h. Às 10h, os fiéis seguirão em caminhada até o cais de Jurujuba, onde embarcarão para a procissão marítima. Pelo segundo ano seguido a CCR Barcas e o estaleiro Renave não cederam embarcações, segundo as organizadoras da festa, e os fiéis terão que contar com os pescadores e seus barcos. A procissão nas águas percorre a Baía de Guanabara, Charitas, São Francisco, Icaraí, indo até a direção do Museu de Arte Contemporânea (MAC), retornando então passando pela Fortaleza de Santa Cruz.

O início da tarde terá a celebração da missa e benção às 15h, seguida de show e às 19h a última missa será celebrada para o público. Encerrando os festejos, a queima do quadro de São Pedro está programada para as 20h. Ao longo do final de semana muitos shows vão movimentar o bairro com apresentações de João Gabriel, Grupo Vou Zuar, Sambaí, Alexandre Bispo, Juliano Júnior, Banda Seu Oswaldo e Desejos Reais, entre outros.

No sábado a festa começa 9h e termina às 2h e no domingo de 9h às 0h. No domingo, às 16h, também está marcada uma roda de samba.

HISTÓRIA

A liturgia comemora São Pedro e São Paulo, os dois grandes apóstolos da primeira comunidade cristã, como mestres e confessores da fé. Esta solenidade é uma das mais antigas da Igreja, sendo anterior até mesmo à comemoração do Natal. Já no século IV havia a tradição de, neste dia, celebrar três missas: a primeira na basílica de São Pedro, no Vaticano; a segunda na basílica de São Paulo Fora dos Muros e a terceira nas catacumbas de São Sebastião, onde as relíquias dos apóstolos ficaram escondidas para fugir da profanação nos tempos difíceis. O Papa Bento XVI apresenta Pedro e Paulo como “fundamentos da Igreja”. São Pedro é o apóstolo que Jesus Cristo escolheu e investiu da dignidade de ser o primeiro papa da Igreja. A ele Jesus disse: “Tu és Pedro e sobre esta pedra fundarei a minha Igreja”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 1 =