Não há risco de desabastecimento, diz Witzel

O governador Wilson Witzel, disse hoje a tarde que não há risco de desabastecimento de comida e fez um apelo para que as pessoas não façam uma corrida aos mercados.

“Aos poucos vamos melhorando essas restrições. Não precisa correr. Não há necessidade. Temos condições de abastecer os supermercados de acordo com a necessidade. Pessoas que fazem uso de restaurante vão precisar se restringir nos próximos 15 dias, mas não é necessário correr nem deve. Se preciso for, vamos fechar os supermercados para evitar aglomerações”, disse.

O governo do estado recomenda também que se suspendam cultos e missas, e que jogos acontecem a portas fechadas.”Para as pessoas e para os líderes religiosos, onde está citado ali os cinemas e outras aglomerações e afins, estão as igrejas. Os líderes religiosos precisam ver como prestam assistência espiritual sem que haja risco. Cabe a cada um decidir”, disse Edmar Santos, secretário estadual de saúde.

“Punições são possíveis, mas por enquanto ainda se conta com a boa vontade coletiva. Como a gente vive em um estado democrático de direito eu espero que o cidadão faça o papel de cidadão e que não vá à praia”. “Pessoas em home office e crianças que estão de férias devem ficar em casa a maior parte do tempo, caso contrário não há sentido na medida. Nao é pra ficar circulando. Estamos falando de risco de vidas. Não há o que se discutir”, acrescentou o secretário.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + doze =