Nando do Anaia é morto durante confronto em SG

Policiais do 7ºBPM (São Gonçalo) perseguiram e trocaram tiros com cinco suspeitos, na noite desta segunda-feira (08). A ação ocorreu após uma denúncia sobre criminosos em um carro verde, no qual os agentes tentaram realizar uma abordagem e forma recebidos a tiros e revidaram, momento em que os suspeitos tentaram fugir. No confronto todos os ocupantes do veículo foram baleados, três deles, lideranças do tráfico no Anaia, em São Gonçalo, morreram no local. Entres estava Luis Fernando Rodrigues de Souza, Nando do Anaia, líder do tráfico do bairro e apontando pela Polícia como autor de diversos roubos de carga.

Segundo os PMs, a interceptação ocorreu no bairro da Lagoinha. No momento da abordagem, os criminosos atiraram contra os policiais que revidaram. Houve perseguição e os suspeitos perderam o controle do carro, um Renault Duster, de cor verde, caindo em um barranco. Cinco homens, entre eles, ‘Nando’, ‘Mariola’ e ‘Canário’, supostas lideranças do tráfico, que morreram no confronto.

Outros dois suspeitos foram baleados na ação. Com eles foi apreendido três pistolas. De acordo com informações da Polícia, ‘Nando do Anaia’ seria responsável por diversos roubos de cargas na Região Metropolitana, além de ser a liderança do tráfico nas comunidades do Anaia e Miriambi. ‘Mariola’seria braço direito de ‘Nando’ e acusado de participação na explosão de caixa eletrônico em Trindade e no assalto a um carro forte no Carrefour, em Neves. ‘Canário’, além de homem de confiança de ‘Nando’, seria líder do tráfico do Monte Formoso.

O Disque-denúncia oferecia uma recompensa de R$ 2 mil para qualquer informação sobre seu paradeiro. Contra ele havia um mandado de prisão por homicídio qualificado. Contra ele ainda constam anotações criminais por: roubo de veículo, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de uso restrito, disparo de arma de fogo. Luis Fernando também seria um dos responsáveis pela segurança do traficante Nicolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, de 28 anos, morto no ano passado durante uma operação da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) no Complexo do Salgueiro.

A Polícia apontava Nando como o mandante da guerra pelo controle da venda de drogas no Morro da Caixa D’água, no Vila Três, e no Jardim Miriambi. O conflito fez pelo menos seis vítimas fatais. Entre as vítimas da disputa territorial na região está a representante comercial Eliana Guerreiro Mascarenhas, 60. Ela e o marido, o advogado Roberto dos Santos Melandre, 56, tiveram o carro atingido por quase 40 tiros de fuzil no final de agosto, no Amendoeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − seis =