Namorados devem elevar vendas em 2%

Raquel Morais

Levantamento do Centro de Estudos do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro apontou que lojistas de todo o Rio de Janeiro apostam em vender 1,5% a mais no Dia dos Namorados, que nesse ano cairá na próxima segunda-feira. Já em Niterói a expectativa é mais ousada e os comerciantes esperam vendas 2% maiores do que o mesmo período do ano de 2016, segundo pesquisa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-Niterói).

O vice-presidente do órgão, Luis Vieira, disse que nessa data comemorativa são comercializados produtos de baixo valor principalmente na sexta, sábado e domingo. “No próprio dia 12, na segunda-feira, o movimento é ainda maior para as compras de última hora. Existe também um aumento nas vendas por conta de casais que já são casados e que se presenteiam, na máxima ‘eternos namorados’. Nessa expectativa estamos acreditando que consigamos atingir esses 2% no aumento das vendas. Os estoques estão preparados e ornamentação das lojas também”, concluiu.

O empresário Renato Moreth já percebeu um pequeno aumento nas vendas de produtos específicos para os casais apaixonados. São canecas, porta-retratos, chaveiros, cartões e caixinhas organizadoras que fazem sucesso entre os homens e mulheres.

“Apesar de o movimento dar uma melhorada isso não nos motiva muito, pois não é um aumento contínuo”, apontou o também fotógrafo. Segundo comerciantes de Niterói, o valor médio que as pessoas estão destinando para esses presentes é de R$ 20 a R$ 30, no máximo R$ 50. Apesar de que o Centro de Estudos do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro estima preço médio dos presentes por pessoa de R$ 100 e que os clientes deverão utilizar o cartão de crédito parcelado como forma de pagamento, seguido do cartão de débito, cheque, a prazo (crediário) e dinheiro. Ainda segundo nota, as mulheres são as que mais presenteiam e a preferência pela compra presencial é maior do que pela internet.

E para contornar a crise tem casal que está ousando na criatividade para economizar no presente. “Além de tudo estar mais caro, os restaurantes vão estão lotados na segunda-feira. Qualquer lembrancinha custa R$ 50 e, sinceramente, preferimos não trocar mais presentes depois de quatro anos de namoro. O que combinamos de fazer será um jantar bem romântico em casa. Vou fazer um risoto de camarão que ele adora e vamos tomar um vinho, que já está comprado. Adoramos essas coisas intimistas”, comentou a funcionária pública Bárbara da Costa, de 35 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × três =