Municípios do Leste Fluminense se reúnem com o MPRJ para debater medidas contra a Covid

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) se reúne hoje (25), às 11h, com representantes dos municípios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Rio Bonito, Tanguá, Maricá e Silva Jardim para que apresentem as ações adotadas para o enfrentamento do atual cenário de crise nos seus respectivos territórios e como atuarão durante o superferiado de 10 dias, que começa nesta sexta-feira (26).

O prefeito de Itaboraí, Marcelo Delaroli, em live na noite de quarta-feira (24), em frente ao Hospital Leal Junior, divulgou os números da Covid no município. Ele falou sobre o cenário dramático vivido em Itaboraí.

Segundo o prefeito, antes eram 700 atendimentos e agora são mais de mil por semana. Ele falou também da preocupação com a ocupação de leitos de CTI.

“Hoje, estamos com 93% de ocupação de UTI. Estamos com medicamento em falta do kit intubação. O cenário é preocupante. Precisamos da conscientização da população. O momento é para se unir para salvar vidas. Sei que muita gente precisa trabalhar pra sobreviver, mas precisamos nos conscientizar. Os comércios não estão cumprindo o decreto”, afirmou.

Em Itaboraí, a testagem positiva para Covid passou de 30% para 50%. Em mais uma medida no combate à pandemia, Delaroli anunciou a montagem de um polo de atendimento ao lado do Hospital Leal Junior.

“Vamos melhorar o ambiente e a testagem das pessoas. Estamos montando um polo de atendimento da Covid. Serão mais profissionais da saúde testando a população. Se um paciente for classificado como nível 2 faremos uma passagem direta para o hospital. Todos que aqui chegarem sairão com seu medicamento”, afirmou.

Nesta quarta-feira, o município, que está bandeira vermelha (risco alto) registrou 492 óbitos, um indicador que vem aumentando consideravelmente.

“A taxa de mortalidade era de 2,5% e passou para 6,7%. Só de ontem (23) para hoje (24) morreram 8 pessoas de Covid. Precisamos da união de todos”.

Outra medida anunciada pelo prefeito foi a abertura de mais leitos para tratamento de Covid.

“Vamos abrir mais 10 leitos de CTI, podendo chegar a 18. Vamos aumentar o salário dos médicos para trazer mais profissional para Itaboraí. A gente precisa de médico intensivista. O povo de Itaboraí precisa de ajuda”, declarou Delaroli.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =